Joel Auerbach/AP
Joel Auerbach/AP

Bellucci reage, bate Cuevas e avança no Masters 1000 de Miami

Brasileiro conquista segunda vitória consecutiva no torneio

Estadão Conteúdo

29 Março 2015 | 08h21

Pela primeira vez no ano, Thomaz Bellucci mostrou o tênis que chegou a colocá-lo entre os 30 melhores do mundo. Depois de uma sequência de oito derrotas seguidas, o brasileiro emplacou o segundo triunfo consecutivo ao vencer de virada o uruguaio Pablo Cuevas, número 21 do ranking mundial, pela segunda rodada do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos. O triunfo, na noite de sábado, foi garantido após 2h40 de partida, em três sets, com parciais de 2/6, 6/2 e 7/5.

"Estou muito feliz! Hoje (sábado) consegui impor meu jogo contra um jogador muito bom. A torcida estava demais, apoiando o tempo todo, parecia Copa Davis", comemorou o jogador, em postagem no Facebook.

Este é apenas o segundo torneio do ano em que Bellucci consegue vencer um jogo. Antes, ele havia ido à semifinal de Quito, no Equador, mas em torneio de muito menor importância. Desde a edição de 2013 em Miami o brasileiro não ganhava duas partidas em um torneio Masters 1000.

Depois de passar pelo ex-número 1 do mundo Lleyton Hewitt e por Cuevas, Bellucci terá pela frente o perigoso o ucraniano Alexandr Dolgopolov, número 65 do mundo, que chegou à terceira rodada depois de eliminar o espanhol Tommy Robredo, 16.º cabeça de chave, com parciais de 6/7 (1/7), 6/3 e 7/5.

Pelo que foi o primeiro set da partida de sábado à noite, a impressão era de que Bellucci não conseguiria superar Cuevas. O uruguaio dominou o brasileiro, conseguiu uma quebra já no segundo game. Errando muito, Bellucci ainda viu o rival pontuar mais uma vez no seu saque para fechar o set.

As coisas pareciam que se complicariam ainda mais no primeiro game do segundo set, quando Bellucci pisou em falso, caiu em quadra e ficou sentindo dores no quadril. Voltou após ser atendido pelos médicos e, mesmo mostrando desconforto, reagiu. Saiu de um 0-30 no seu saque para garantir o ponto no segundo game e quebrar Cuevas em seguida.

Era um novo Bellucci, que fechou o segundo set em 6/2, invertendo o resultado da primeira parcial. Cuevas voltou para o jogo, equilibrou o terceiro set, mas sofreu uma quebra e viu o brasileiro fechar a partida.

NÚMERO 1 AVANÇA

Na quadra central, Novak Djokovic teve mais trabalho do que o esperado para passar pelo eslovaco Martin Klizan, número 41 do mundo. A partida foi até o terceiro set, com parciais de 6/0, 5/7 e 6/1 para o sérvio, que agora encara o belga Steve Darcis, vindo do qualifying. O vencedor deste confronto pega quem passar de Bellucci x Dolgopolov.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.