Assine o Estadão
assine

Esportes

São Paulo

Bernard Tomic e Dominic Thiem farão final do Torneio de Acapulco

Torneio divide espaço no calendário com Brasil Open

0

Agência Estado,
Estadão Conteúdo

27 Fevereiro 2016 | 10h55

Disputando espaço com o Brasil Open, o Torneio de Acapulco, no México, conseguiu atrair tenistas de mais renome do que a competição jogada em São Paulo, no Esporte Clube Pinheiros. Na sexta-feira à noite, já madrugada de sábado no Brasil, o torneio mexicano conheceu seus finalistas: o austríaco Dominic Thiem, de 22 anos, e o australiano Bernard Tomic, de 23, que se enfrentam pelo título neste sábado.

Quarto cabeça de chave em Acapulco, Thiem mantém boa regularidade na temporada. O austríaco semifinalista em Brisbane (Austrália) e no Rio Open e campeão em Buenos Aires (Argentina). Agora, vai ter a chance de conquistar mais um título, o que seria o quinto da carreira. Para chegar à final, venceu na semifinal o norte-americano Sam Querrey por 2 sets a 0, com duplo 6/2.

Na outra semifinal, Bernard Tomic teve mais trabalho e precisou de três sets para vencer o ucraniano Alexandr Dolgopolov, com parciais de 1/6, 6/4 e 6/3. O jovem australiano, 21.º do mundo, seis posições atrás de Thiem, está em sua quarta final na carreira e vai em busca do quarto título, uma vez que nunca perdeu em decisões.

O grande favorito ao título em Acapulco era o espanhol David Ferrer, oitavo do mundo, que perdeu na segunda rodada para Dolgopolov. Também o japonês Kei Nishikori, sexto do ranking, mas segundo cabeça de chave, caiu na segunda rodada para um tenista que chegou até a semifinal: Sam Querrey.

Outros três cabeças de chave perderam logo na estreia: o francês Jeremy Chardy (oitavo) e os croatas Marin Cilic (terceiro) e Ivo Karlovic (sexto). O búlgaro Grigor Dimitrov parou em Thiem nas quartas de final.

Comentários