1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Bernard Tomic e Dominic Thiem farão final do Torneio de Acapulco

- Atualizado: 27 Fevereiro 2016 | 11h 17

Torneio divide espaço no calendário com Brasil Open

Disputando espaço com o Brasil Open, o Torneio de Acapulco, no México, conseguiu atrair tenistas de mais renome do que a competição jogada em São Paulo, no Esporte Clube Pinheiros. Na sexta-feira à noite, já madrugada de sábado no Brasil, o torneio mexicano conheceu seus finalistas: o austríaco Dominic Thiem, de 22 anos, e o australiano Bernard Tomic, de 23, que se enfrentam pelo título neste sábado.

Quarto cabeça de chave em Acapulco, Thiem mantém boa regularidade na temporada. O austríaco semifinalista em Brisbane (Austrália) e no Rio Open e campeão em Buenos Aires (Argentina). Agora, vai ter a chance de conquistar mais um título, o que seria o quinto da carreira. Para chegar à final, venceu na semifinal o norte-americano Sam Querrey por 2 sets a 0, com duplo 6/2.

Na outra semifinal, Bernard Tomic teve mais trabalho e precisou de três sets para vencer o ucraniano Alexandr Dolgopolov, com parciais de 1/6, 6/4 e 6/3. O jovem australiano, 21.º do mundo, seis posições atrás de Thiem, está em sua quarta final na carreira e vai em busca do quarto título, uma vez que nunca perdeu em decisões.

Tomic é um dos finalistas do Torneio de Acapulco, no México

Tomic é um dos finalistas do Torneio de Acapulco, no México

O grande favorito ao título em Acapulco era o espanhol David Ferrer, oitavo do mundo, que perdeu na segunda rodada para Dolgopolov. Também o japonês Kei Nishikori, sexto do ranking, mas segundo cabeça de chave, caiu na segunda rodada para um tenista que chegou até a semifinal: Sam Querrey.

Outros três cabeças de chave perderam logo na estreia: o francês Jeremy Chardy (oitavo) e os croatas Marin Cilic (terceiro) e Ivo Karlovic (sexto). O búlgaro Grigor Dimitrov parou em Thiem nas quartas de final.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX