Pavel Lebeda / TK Sparta Praha
Pavel Lebeda / TK Sparta Praha

Bia Haddad 'fura' qualifying de Roland Garros e jogará seu primeiro Grand Slam

Brasileira vive bom momento na temporada

Estadão Conteúdo

26 Maio 2017 | 12h22

O Brasil terá uma representante na chave feminina de Roland Garros. Nesta sexta-feira, Beatriz Haddad Maia, a número 101 do mundo, "furou" o qualifying do Grand Slam parisiense ao superar a suíça Jill Teichmann, 153ª colocada no ranking da WTA, por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/6 (8/6), em 1 hora e 52 minutos, pela rodada final do torneio classificatório.

Bia Haddad controlou o primeiro set da partida, em que conseguiu três quebras de serviço e perdeu o seu saque uma vez. Já a parcial decisiva foi extremamente equilibrada e ficou marcada pelo excesso de break points convertidos - foram quatro por cada tenista, o que levou a sua definição para o tie-break, vencido pela brasileira, que chegou a desperdiçar um match point.

Antes do confronto com Teichmann, Bia Haddad já havia somado duas vitórias no torneio classificatório para Roland Garros, sobre a espanhola Silvia Soler e a croata Jana Fett, ambas em partidas também definidas em dois sets. E agora esse último triunfo a classificou para a chave principal do evento parisiense sem perder sequer uma parcial no classificatório.

A edição de 2017 de Roland Garros será o primeiro Grand Slam da carreira de Bia Haddad, que vai completar 21 anos na próxima semana, no dia 30. E independentemente da campanha que a brasileira realizar na chave principal, a campanha no qualifying deverá lhe render uma grande ascensão, de cerca de 30 posições, no ranking da WTA.

E essa subida também será importante para Bia Haddad já pensando no Grand Slam seguinte - Wimbledon -, pois praticamente lhe garante na chave principal do evento londrino por causa do seu ranking, sem precisar participar do qualifying.

A classificação para Roland Garros também confirma o bom momento de Bia Haddad. Recentemente, ela faturou o título do ITF de Cagnes-sur-Mer, na França, além de ter avançado às quartas de final do Torneio de Praga com uma campanha que incluiu um triunfo sobre a australiana Samantha Stosur. Agora ela espera a definição da sua adversária de estreia no Grand Slam parisiense.

Além de Bia Haddad na chave feminina, o Brasil terá três representantes no torneio masculino de Roland Garros. Thomaz Bellucci vai estrear contra o sérvio Dusan Lajovic, Thiago Monteiro duelará com o convidado francês Alexander Muller e Rogério Dutra Silva medirá forças com o russo Mikhail Youzhny.

Mais conteúdo sobre:
Beatriz Haddad Maia tênis Roland Garros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.