Nicolas Afouri / AFP
Nicolas Afouri / AFP

Campeão em Pequim, Nadal abre mais de 2 mil pontos sobre Federer no ranking

Sem jogar, Wawrinka volta ao top 10; Bellucci sobe duas posições

Estadão Conteúdo

09 Outubro 2017 | 11h18

Campeão do Torneio de Pequim, no domingo, o espanhol Rafael Nadal abriu mais de dois mil pontos de vantagem sobre o suíço Roger Federer na liderança do ranking da ATP, segundo atualização feita nesta segunda-feira. Com a boa dianteira, Nadal poderá assegurar a posição de número 1 até o fim do ano já nesta semana, no Masters 1000 de Xangai, na China.

+ ESPECIAL: Projeto de tênis tira garoto de guerra na Rocinha rumo aos EUA

+ ESPECIAL: Futuro da escola no Rio preocupa o tenista Fabiano de Paula

O título na China deixou Nadal com 9.875 pontos, contra 7.505. Como os dois tenistas não devem disputar mais quatro torneios no restante da temporada - Xangai, Basileia Paris e ATP Finals -, o espanhol poderia já no torneio chinês sacramentar a liderança até o fim do ano.

Para tanto, teria que ser campeão e torcer para Federer ser eliminado de forma precoce em Xangai. Chegaria assim a mais de três mil pontos de vantagem, na liderança. O suíço, então, não conseguiria alcançar o rival mesmo se vencer os três últimos torneios que disputará no ano.

O ranking desta segunda traz mudanças somente na parte final do Top 10. Campeão em Tóquio, no domingo, o belga David Goffin voltou a figurar na restrita lista. Ocupa agora a 10ª posição. O suíço Stan Wawrinka, mesmo sem jogar desde Wimbledon, ganhou uma colocação e subiu para 8º, graças à queda do búlgaro Grigor Dimitrov, do oitavo para o nono lugar. Já o espanhol Pablo Carreño Busta deixou o Top 10 - está em 11º agora.

Entre os brasileiros, dois dos três principais tenistas de simples do País sofreram quedas na lista da ATP. Número 1 do Brasil, Rogério Dutra Silva perdeu duas posições e figura agora em 77º. Já Thiago Monteiro caiu sete colocações, para o 127º.

Thomaz Bellucci, por sua vez, galgou duas posições, para o 90º posto, mesmo sem entrar em quadra nas últimas semanas, por conta de problemas físicos. O brasileiro subiu no ranking em razão da queda de rivais.

 

Confira a lista dos 20 primeiros colocados do ranking:

1º - Rafael Nadal (ESP), 9.875 pontos

2º - Roger Federer (SUI), 7.505

3º - Andy Murray (ING), 6.290

4º - Alexander Zverev (ALE), 4.400

5º - Marin Cilic (CRO), 4.155

6º - Novak Djokovic (SER), 4.125

7º - Dominic Thiem (AUT), 3.925

8º - Stan Wawrinka (SUI), 3.540

9º - Grigor Dimitrov (BUL), 3.455

10º - David Goffin (BEL), 3.055

11º - Pablo Carreño Busta (ESP), 2.855

12º - Milos Raonic (CAN), 2.690

13º - Roberto Bautista Agut (ESP), 2.525

14º - Kei Nishikori (JAP), 2.475

15º - Kevin Anderson (AFS), 2.470

16º - John Isner (EUA), 2.470

17º - Sam Querrey (EUA), 2.445

18º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.420

19º - Tomas Berdych (RCH), 2.195

20º - Jack Sock (EUA), 2.175

77º - Rogério Dutra Silva (BRA), 666

90º - Thomaz Bellucci (BRA), 592

127º - Thiago Monteiro (BRA), 462

Mais conteúdo sobre:
Tênis Rafael Nadal Roger Federer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.