Assine o Estadão
assine

Esportes

Tênis

Chanceler russo critica proibição da substância usada por Sharapova

Diversos atletas testaram positivo para Meldonium

0

Estadão Conteúdo

10 Março 2016 | 13h40

Defendendo Maria Sharapova e outros atletas que testaram positivo para Meldonium, o chanceler russo, Sergei Lavrov, disse nesta quinta-feira que o medicamento nunca deveria ter sido banido. Lavrov, ecoando comentários feitos pelo inventor do medicamento, disse que foi uma "decisão muito estranha, de acordo com a opinião de especialistas" colocar o Meldonium na lista de substâncias proibidas.

"Nos últimos dias, tem havido comentários de especialistas, incluindo o inventor desta substância", disse Lavrov à Ren TV, da Rússia. "Eles claramente e profissionalmente explicam que não é doping, mas um método normal para apoiar o corpo e suas funções básicas".

O Meldonium, um medicamento para o fluxo sanguíneo que, historicamente foi usado para melhorar a resistência dos soldados soviéticos, está proibido desde 1º de janeiro. Na última segunda-feira, Sharapova disse ter testado positivo para a substância no Aberto da Austrália. Ela declarou que consumia a substância há anos para tratar de vários problemas médicos.

A Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) disse que o Meldonium foi proibido porque havia provas que melhorava desempenho dos atletas e estava sendo amplamente utilizado nos esportes.

Lavrov, no entanto, exigiu que a Wada apresente mais evidências para provar que a substância provoca essa melhora e sugeriu que as origens soviéticas do medicamento podem ter provocado a decisão. "A situação recente levanta uma série de perguntas, com uma onda de punições e acusações sendo destinadas a nossa liderança, grandes atletas", disse.

Um estudo publicado na última quarta-feira no British Journal of Sports Medicine apontou que até 490 atletas podem ter tomado Meldonium durante os Jogos Europeus de 2015, em Baku. A substância não estava proibida naquele momento.

Neste ano, atletas russos de esportes de inverno, como o biatlo e a patinação velocidade, do ciclismo, além de Sharapova, testaram positivo para Meldonium. Além disso, a fundista sueca Abeba Aregawi e o lutador georgiano Davit Modzmanashvili, prata olímpico em Londres-2012, também foram pegos com a substância em exames antidoping.

Mais conteúdo sobre:

Comentários