1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Chanceler russo critica proibição da substância usada por Sharapova

- Atualizado: 10 Março 2016 | 14h 08

Diversos atletas testaram positivo para Meldonium

Defendendo Maria Sharapova e outros atletas que testaram positivo para Meldonium, o chanceler russo, Sergei Lavrov, disse nesta quinta-feira que o medicamento nunca deveria ter sido banido. Lavrov, ecoando comentários feitos pelo inventor do medicamento, disse que foi uma "decisão muito estranha, de acordo com a opinião de especialistas" colocar o Meldonium na lista de substâncias proibidas.

"Nos últimos dias, tem havido comentários de especialistas, incluindo o inventor desta substância", disse Lavrov à Ren TV, da Rússia. "Eles claramente e profissionalmente explicam que não é doping, mas um método normal para apoiar o corpo e suas funções básicas".

Doping por Meldonium
Emmanuel Dunand/ Getty Images
Conheça os atletas que testaram positivo para a substância Meldonium

Nikolai Kuksenkov, o principal nome da Rússia na ginástica artística masculina é o mais novo caso de doping por Meldonium

O Meldonium, um medicamento para o fluxo sanguíneo que, historicamente foi usado para melhorar a resistência dos soldados soviéticos, está proibido desde 1º de janeiro. Na última segunda-feira, Sharapova disse ter testado positivo para a substância no Aberto da Austrália. Ela declarou que consumia a substância há anos para tratar de vários problemas médicos.

A Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) disse que o Meldonium foi proibido porque havia provas que melhorava desempenho dos atletas e estava sendo amplamente utilizado nos esportes.

Lavrov, no entanto, exigiu que a Wada apresente mais evidências para provar que a substância provoca essa melhora e sugeriu que as origens soviéticas do medicamento podem ter provocado a decisão. "A situação recente levanta uma série de perguntas, com uma onda de punições e acusações sendo destinadas a nossa liderança, grandes atletas", disse.

Um estudo publicado na última quarta-feira no British Journal of Sports Medicine apontou que até 490 atletas podem ter tomado Meldonium durante os Jogos Europeus de 2015, em Baku. A substância não estava proibida naquele momento.

Neste ano, atletas russos de esportes de inverno, como o biatlo e a patinação velocidade, do ciclismo, além de Sharapova, testaram positivo para Meldonium. Além disso, a fundista sueca Abeba Aregawi e o lutador georgiano Davit Modzmanashvili, prata olímpico em Londres-2012, também foram pegos com a substância em exames antidoping.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX