Daniel Leal-Olivas/ AP
Daniel Leal-Olivas/ AP

Cilic diz que bolha estourou na final: 'Um dos dias mais infelizes da minha vida'

Croata chegou a receber atendimento médico em quadra, mas não conseguiu superar o suíço Roger Federer

Estadao Conteudo

16 Julho 2017 | 14h18

Inconsolável ao fim da decisão de Wimbledon, o tenista croata Marin Cilic revelou que uma bolha no pé esquerdo estourou durante a partida contra o suíço Roger Federer, neste domingo. O número seis do mundo chegou a receber atendimento médico em quadra, mas não conseguiu repetir no segundo e no terceiro set a boa performance do primeiro.

"Eu tinha uma bolha grande num calo, mas ela estourou. Com certeza este é um dos dias mais infelizes da minha vida", lamentou o tenista de 28 anos, que disputava a partida mais importante de sua carreira, na grama de Londres. Federer venceu a final por 3 sets a 0 e alcançou o recorde de oito títulos em Wimbledon.

O problema físico passou a afetar o rendimento de Cilic no começo do segundo set. Ele pediu o médico, começou a chorar e até ameaçou desistir do jogo, diante da surpresa do público. Até então, ele não demonstrara nenhum sinal de dor na final. De volta ao jogo, ele caiu fortemente de rendimento e Federer venceu o segundo set com facilidade.

Antes do início do terceiro, Cilic recebeu atendimento para trocar o curativo no calo e tomar um analgésico. "Eu nunca desisti de um jogo ao longo de toda a minha carreira. Dei o meu melhor que podia hoje", disse o croata, ao admitir que precisou fazer um esforço para seguir na final até o último ponto.

"Tive uma grande trajetória na competição aqui e joguei o melhor tênis da minha vida. Quero agradecer à minha equipe, que me deu tanta força. E aos meus fãs na Croácia e aqui. Foi realmente um dia complicado. Espero voltar aqui de novo e jogar em melhores condições da próxima vez", afirmou Cilic, que venceu o US Open de 2014, seu único título de Grand Slam da carreira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.