Christof Stache/ AFP
Christof Stache/ AFP

Conheça a história de Alexander Zverev, a nova sensação do tênis mundial

Alemão de apenas 20 anos já acumula US$ 3,6 milhões em premiações na carreira

O Estado de S.Paulo

22 Maio 2017 | 10h21

Considerado por muito tempo como uma futura estrela do tênis, Alexander Zverev mostrou que está pronto para brilhar ao conquistar o Masters 1000 de Roma após bater Novak Djokovic na decisão. Com apenas 20 anos, o alemão tornou-se o mais jovem vencedor de um Master 1000 em uma década e, nesta segunda-feira, entrou no top 10 do ranking da ATP.

Ao superar Djokovic na capital italiana, o garoto prodígio mostrou serenidade e maturidade de um veterano e preparo para permanecer na elite tênis. Zverev não se intimidou com o favoritismo de Djokovic e, apesar da pouca idade, vem se consolidado entre os melhores do mundo. Apelidado de Sascha, o alemão acumula US$ 3,6 milhões em premiações na carreira, com o retrospecto de 89 vitórias e 57 derrotas.

Profissional desde 2013, começou a jogar aos cinco anos, influenciado pelo pai, Alexander, que foi tenista profissional e hoje é seu treinador. A mãe, Irena, é técnica e o irmão mais velho, Mischa, também é tenista profissional. Desde criança, o ídolo de Zverev é o suíço Roger Federer. Nas horas vagas, gosta de assistir a jogos da NBA, principalmente partidas de LeBron James, do Cleveland Cavaliers.

Zverev passou a chamar atenção do mundo do tênis em setembro do ano passado, quando conquistou seu primeiro título da carreira no circuito da ATP de forma bastante inesperada. Aos 19 anos, derrotou ninguém menos do que o suíço Stan Wawrinka na decisão do Torneio de São Petersburgo, na Rússia.

Desde então, Zverev tem feito uma escalada vertiginosa e já faturou três títulos esse ano. Além do Masters 1000 de Roma, conquistou os ATP 250 de Munique (Alemanha) e Montpellier (França).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.