1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Federer leva susto, mas consegue a virada na estreia de Halle

Agência Estado

12 Junho 2014 | 09h 48

Suíço confirma favoritismo na Alemanha e derrota o português João Sousa por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (8/10), 6/4 e 6/2

Surpreendente eliminado pelo letão Ernests Gulbis nas oitavas de final de Roland Garros, na semana retrasada, Roger Federer levou um susto em sua estreia no Torneio de Halle, nesta quinta-feira. Atual campeão do ATP 250 realizado na Alemanha, o tenista suíço precisou conquistar uma virada para confirmar o seu favoritismo diante do português João Sousa, batido por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (8/10), 6/4 e 6/2, em uma hora e 50 minutos de partida.

Vencedor da competição alemã realizada em quadras de grama também em 2005, 2006 e 2008, o recordista de títulos de Grand Slam sempre utiliza o evento como preparação para Wimbledon, Grand Slam que começará no próximo dia 23. E, com o suado triunfo obtido nesta quinta, ele garantiu vaga nas quartas de final, pois já estreou direto na segunda rodada como segundo cabeça de chave em Halle.

Oliver Krato/EFE
Federer bateu o português João Sousa por 2 sets a 1, de virada

O próximo rival de Federer será o vencedor do confronto entre o croata Ivo Karlovic e o taiwanês Yen-Hsun Lu, também programado para esta quinta-feira, quando Rafael Nadal estará em quadra como cabeça de chave número 1 do evento. O espanhol, que acaba de faturar seu nono título de Roland Garros, estreará contra o alemão Dustin Brown.

No duelo que travou com João Sousa nesta quinta, Federer não conseguiu aproveitar nenhuma das cinco chances que teve de quebrar o saque do português no primeiro set, que teve os dois tenistas confirmando todos os seus serviços. Assim, a disputa foi ao tie-break, no qual o atual 47º tenista do ranking mundial foi um pouco melhor para fazer 10/8.

No segundo set, porém, Federer começou a reagir. Desta vez aproveitando um de quatro break points e absoluto com o saque na mão, o suíço obteve o 6/4 que igualou a partida. Já na terceira parcial, o atual quarto colocado da ATP foi feliz em duas de três oportunidades de ganhar games no saque do rival, salvou duas possibilidades de quebra obtidas pelo português e aplicou o 6/2 que liquidou o confronto.