1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Federer tem joelho operado e ficará fora de dois torneios

- Atualizado: 03 Fevereiro 2016 | 10h 51

Tenista suíço precisou tirar Roterdã e Dubai do calendário

Seis dias depois de ter sido eliminado por Novak Djokovic na semifinal do Aberto da Austrália, Roger Federer foi submetido nesta quarta-feira, na Suíça, a uma cirurgia no joelho. Um comunicado divulgado no site oficial do tenista suíço confirmou que o recordista de títulos de Grand Slam precisou ser operado para corrigir um problema no menisco, que se rompeu um dia após a derrota por 3 sets a 1 para o sérvio no Grand Slam realizado em Melbourne.

Por causa da cirurgia, Federer ficará fora dos torneios de Roterdã e Dubai, ambos com status de ATP 500, neste mês. O comunicado não informou qual dos joelhos do atual terceiro colocado do ranking mundial foi operado, mas enfatizou que o procedimento cirúrgico foi uma "bem-sucedida artroscopia".

Médicos garantiram a Roger Federer que a cirurgia foi um 'sucesso'
Médicos garantiram a Roger Federer que a cirurgia foi um 'sucesso'

O suíço, por sua vez, disse que seus médicos "garantiram que a cirurgia foi um sucesso e que, com a reabilitação apropriada, irá retornar em breve ao circuito". Com a desistência forçada dos dois próximos torneios que faziam parte do seu calendário, a possível volta do astro às quadras ocorreria no início de março, no Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos.

Apesar de exibir otimismo ao projetar a sua recuperação, Federer não deixou de lamentar o fato de que o inesperado problema atrapalhará este seu início de temporada. "Estou muito decepcionado por ter de ficar fora de Roterdã e Dubai, que são dois dos meus torneios favoritos no Circuito Mundial da ATP", afirmou o suíço.

Ao mesmo tempo, porém, Federer lembrou que não pode reclamar da cirurgia, pois foram raras as lesões que teve ao longo de sua vitoriosa carreira. "Embora isso seja um retrocesso infeliz, eu me sinto grato por até agora ter permanecido saudável na maior parte da minha carreira", disse o tenista de 34 anos de idade.

Forçado a se afastar das quadras por pelo menos um mês, Federer disputou dois torneios neste ano. Primeiro foi finalista do Torneio de Brisbane, onde acabou sendo surpreendido pelo canadense Milos Raonic na decisão. Em seguida, o suíço avançou às semifinais do Aberto da Austrália, onde fez história mais uma vez ao ultrapassar a marca de 300 vitórias em torneios de Grand Slam, um recorde absoluto entre os homens.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX