Edgar Su / Reuters
Edgar Su / Reuters

Federer vence Berdych e faz semifinal com surpresa sul-coreana em Melbourne

No torneio juvenil, último representante do Brasil é eliminado nas oitavas de final

Estadão Conteúdo

24 Janeiro 2018 | 11h36

O suíço Roger Federer vai disputar a sua 14ª semifinal do Aberto da Austrália e a 43ª de um dos eventos do Grand Slam. Nesta quarta-feira, o número 2 do mundo assegurou a passagem de fase em Melbourne ao derrotar o checo Tomas Berdych, o 20º colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/1), 6/3 e 6/4, em 2 horas e 14 minutos.

+ Após abandono, Nadal critica circuito: 'Não sei se estão pensando na nossa saúde'

+ Serena Williams anuncia volta oficial às quadras em duelo da Fed Cup em fevereiro

Aos 36 anos, Federer se tornou o mais velho tenista a avançar às semifinais da chave masculina no Melbourne Park desde Ken Rosewall em 1977 aos 42 anos e também de um dos torneios do Grand Slam desde Jimmy Connors aos 39 anos na edição de 1991 do US Open.

A vitória desta quarta-feira foi a 20ª de Federer diante de Berdych na sua carreira, sendo que o suíço não perde para o checo desde o Torneio de Dubai de 2013, acumulando seis derrotas para o oponente. Além disso, venceu o rival pelo terceiro ano seguido em Melbourne. Em Grand Slams, são oito triunfos de Federer em dez duelos com o checo.

Atual campeão do Aberto da Austrália, Federer joga em Melbourne em busca do seu sexto título do evento. E ele chega às semifinais sem ter perdido sequer um set neste ano no torneio.

Diante de Berdych, porém, Federer teve um início lento, perdendo o seu saque no segundo game e permitindo que o oponente abrisse 3/0. Mas o suíço reagiu depois e devolveu a quebra de saque no nono game, em que chegou a salvar um set point, e levou a parcial para o tie-break, quando foi muito superior e triunfou por 7/1.

No segundo set, os tenistas foram confirmando o saque até o oitavo game, quando Federer converteu o seu único break point na parcial, para depois fechá-la em 6/3. O suíço, então, ficou em vantagem logo no terceiro game do terceiro set, ao conseguir quebra de serviço. O checo até devolveu a quebra no game seguinte, mas Federer ganhou o game seguinte de serviço do oponente. Depois, só precisou se impor no seu saque para triunfar por 6/4, garantindo mais uma vitória em Melbourne.

O rival de Federer nas semifinais do Aberto da Austrália será Hyeon Chung. O sul-coreano seguiu fazendo história em Melbourne nesta quarta ao vencer o norte-americano Tennys Sandgren, o 97º colocado no ranking, por 3 a 0, com parciais de 6/4, 7/6 (7/5) e 6/3, em 2 horas e 28 minutos.

Este foi o segundo triunfo de Chung sobre o tenista dos Estados Unidos, sendo que o anterior havia sido no início deste ano no Torneio de Auckland. A vitória desta quarta tornou Chung o primeiro tenista da Coreia do Sul a se classificar às semifinais de um dos torneios do Grand Slam. Além disso, aos 21 anos, o asiático se tornou o mais jovem semifinalista deste tipo de evento desde que o croata Marin Cilic atingiu esta etapa do Aberto da Austrália de 2010, também aos 21 anos.

O encontro entre Chung e Sandgran foi o primeiro pelas quartas de final do Aberto da Austrália desde 1999 que não teve um cabeça de chave envolvido. E esse encontro de zebras foi dominado pelo sul-coreano, ainda que ele tenha encontrado dificuldades para fechar o jogo, tanto que só o conseguiu em seu sexto match point.

Antes de superar Sandgren, Chung havia conseguido vitórias de peso e surpreendentes no Aberto da Austrália, sobre o alemão Alexander Zverev, o número 4 do mundo, na terceira rodada, e o sérvio Novak Djokovic, seis vezes campeão em Melbourne, nas oitavas de final.

Apesar da eliminação, Sandgren deixa o Aberto da Austrália sem ter do que reclamar, pois havia vencido apenas dois jogos de torneios de nível ATP até a sua estreia em Melbourne. E ele passou por dois tenistas que figuram no Top 10 do ranking na sua campanha, casos do suíço Stan Wawrinka e do austríaco Dominic Thiem.

JUVENIS

Último representante vivo do Brasil na chave masculina de juvenis do Aberto da Austrália até então, Igor Gimenez foi eliminado nas oitavas de final ao perder nesta quarta para o taiwanês Chun Hsin Tseng por 2 sets 0, com parciais de 6/2 e 7/6 (7/5).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.