Ng Han Guan / AP Photo
Ng Han Guan / AP Photo

Isner faz 22 aces, mas Nadal vence e reencontrará Dimitrov na semifinal em Pequim

Outra semifinal também está definida: Alexander Zverev enfrenta Nick Kyrgios

Estadão Conteúdo

06 Outubro 2017 | 11h00

Rafael Nadal entrou em quadra nesta sexta-feira após dizer, no dia anterior, que John Isner é o dono do saque mais poderoso do circuito profissional do tênis. E o norte-americano justificou a condição de poderoso jogador neste fundamento ao disparar 22 aces contra o espanhol. O líder do ranking mundial, porém, superou este obstáculo ao vencer o adversário por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/6 (7/0), e garantir vaga nas semifinais do Torneio de Pequim.

+ Soares bate Demoliner e vai à semifinal em Tóquio; Raonic abandona jogo por lesão

Cabeça de chave número 1 do ATP 500 realizado em quadras duras na China, Nadal havia sido batido pelo mesmo Isner no mês passado, na recém-criada Laver Cup, competição de exibição onde chegou a formar dupla com o suíço Roger Federer. Desta vez, entretanto, ele ampliou a freguesia do rival dos EUA, que sofreu a sétima derrota em sete jogos contra o espanhol em torneios da ATP.

O triunfo sobre o atual 17º colocado do ranking mundial também fez Nadal se credenciar para enfrentar neste sábado, em uma das semifinais em Pequim, o búlgaro Grigor Dimitrov, que em outra partida desta sexta-feira superou o espanhol Roberto Bautista Agut por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/5), 4/6 e 6/2.

Hoje na oitava posição da ATP, Dimitrov foi o responsável pela surpreendente eliminação do próprio Nadal na edição de 2016 do Torneio de Pequim, onde o espanhol caiu por 6/2 e 6/4 nas quartas de final. E no início deste ano, em um jogo bastante emocionante, o atual número 1 do mundo precisou jogar cinco sets para eliminar o búlgaro nas semifinais do Aberto da Austrália.

Nadal ganhou oito dos nove confrontos que travou com Dimitrov até hoje no circuito profissional, mas sabe que a partida deste sábado será uma pedreira. E, para poder voltar a medir forças com o adversário, o espanhol soube sobreviver com inteligência ao "bombardeio" do sacador Isner. Além de confirmar todos os seus saques no confronto, ele aproveitou uma de quatro chances de quebrar o serviço do norte-americano, fato que lhe proporcionou a vantagem inicial de 6/4.

Na segunda parcial, na qual nenhum dos dois tenistas conseguiu conquistar quebras de serviço, Nadal foi arrasador no tie-break ao ganhar todos os pontos e aplicar um 7/0 que liquidou o confronto.

ZVEREV AVANÇA

Segundo cabeça de chave em Pequim e atual quarto colocado do ranking mundial, o alemão Alexander Zverev voltou a confirmar seu favoritismo com autoridade, nesta sexta-feira, para assegurar classificação às semifinais. O jovem de 20 anos arrasou o russo Andrey Rublev por 6/2 e 6/3.

Assim, Zverev avançou para encarar neste sábado o australiano Nick Kyrgios, oitavo pré-classificado e outro grande talento da nova geração do tênis masculino. E este último se classificou com ainda mais facilidade às semifinais ao contar com a desistência do belga Steve Darcis, por lesão, quando vencia o segundo set por 3/0. Antes disso, o australiano de 22 anos aplicou um "pneu" no adversário ao fechar a primeira parcial em 6/0.

Mais conteúdo sobre:
Tênis Rafael Nadal John Isner

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.