Saeed Khan/AFP
Saeed Khan/AFP

Machucado, Nadal abandona duelo com Cilic e está fora do Aberto da Austrália

Número 1 do mundo sentiu dores na virilha durante o quarto set da partida; croata vai enfrentar Kyle Edmund nas semifinais

Estadão Conteúdo

23 Janeiro 2018 | 10h46

Problemas físicos e o croata Marin Cilic encerraram a participação de Rafael Nadal na edição de 2018 do Aberto da Austrália. Lesionado, o número 1 do mundo abandonou nesta terça-feira o seu duelo com o sexto colocado no ranking das ATP, quando perdia por 3/6, 6/3, 6/7 (5/7), 6/2 e 2/0, após ficar 3 horas e 47 minutos em quadra.

+ Marcelo Melo é eliminado nas quartas de final do Aberto da Austrália

+ Com negativa de Bellucci e Rogerinho, capitão da Davis testa novidades

Nadal passou a reclamar de dores na região da virilha durante o quarto set da partida, recebeu atendimento médico e chegou a tentar permanecer em quadra, mas acabou deixando o duelo e a busca pelo título. Assim, Cilic conquistou a segunda vitória em sete duelos com o espanhol e avançou às semifinais em Melbourne. E se as dores realmente atrapalharam Nadal, a agressividade do croata também fez a diferença com 83 winners, incluindo 20 aces, contra apenas 39 do número 1 do mundo.

Apesar de Nadal ter se lesionado, ele fez um duelo de alto nível com Cilic. No primeiro set, o espanhol desperdiçou vários break points - foram sete -, mas converteu um no oitavo game, o que acabou sendo suficiente para assegurar a sua vitória no seguinte, por 6/3.

No segundo set, Nadal parecia próximo da vitória após abrir 3/2 com break point convertido no quinto game. Mas Cilic não se abateu, ganhou quatro games seguidos, o que incluiu duas quebras de serviço, para triunfar por 6/3. Já a terceira parcial não teve quebras de serviço, com Nadal desperdiçando um set point no saque do rival, mas depois triunfando no tie-break.

Mesmo em desvantagem, Cilic cresceu no quarto set. O croata converteu break point no quarto game, abriu 4/1 e viu Nadal passar a sofrer com problemas físicos, tanto que o espanhol recebeu atendimento médico. Cilic, então, se aproveitou para conseguir nova quebra de saque no oitavo game, fechando a parcial em 6/2.

No quinto set, Cilic confirmou o seu primeiro game de serviço e viu Nadal lutar para sobreviver na sequência salvando cinco break points após estar perdendo por 40/0. No sexto, então, sucumbiu e depois optou por não seguir mais em quadra, permitindo que o croata avançasse no Aberto da Austrália.

Nas semifinais, Cilic terá pela frente o britânico Kyle Edmund. Nesta terça-feira, o número 49 do mundo surpreendeu ao superar o búlgaro Grigor Dimitrov, o terceiro colocado no ranking, por 3 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6, 6/3 e 6/4, em 2 horas e 52 minutos.

Edmund foi o único britânico a jogar a chave masculina do Aberto da Austrália, após Andy Murray desistir do evento por estar lesionado. Agora, então, ele está a uma vitória de se classificar para a final em Melbourne, onde Murray jogou cinco decisões e perdeu todas.

Após ser superado nas duas partidas anteriores contra Dimitrov, Edmund dessa vez conseguiu construir uma história diferente. O britânico quebrou o primeiro game de serviço do búlgaro, que até reagiu e chegou a estar em desvantagem de 4/3, antes de perder três games seguidos e ser batido por 6/4.

Dimitrov deu o troco no segundo set, abrindo 3/0 e depois só administrando a vantagem para vencer por 6/3. Na terceira parcial, Edmund converteu break point no oitavo game e a fechou na sequência em 6/3. Britânico e búlgaro trocaram quebras de quinto e sexto games do quarto set, mas Edmund se deu melhor no nono, quando converteu mais um break point e fechou a parcial no seguinte em 6/4 e o jogo em 3 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.