Meligeni arrasa Kucera na estréia

O tenista Fernando Meligeni soube como aproveitar a irregularidade técnica de seu adversário, o eslovaco Karol Kucera, e venceu por 6/2 e 6/0, na sua estréia do Masters Series de Miami, considerado como o quinto maior torneio do planeta. O brasileiro deu um show na quadra 1 do complexo de Crandon Park, em Key Biscayne, e agora vai ter pela frente um desafio ainda maior: enfrenta o francês Nicolas Escude, um especialista em superfícies rápidas, como as do torneio norte-americano. O resultado confirma ainda a boa fase de Meligeni, que no início do mês ficou com o vice-campeonato do torneio de Acapulco, no México. Para o seu próximo jogo em Key Biscayne, provavelmente na sexta-feira, vai precisar de muito mais. Afinal, Escude este ano já foi campeão em Roterdã, vice em Marselha e semifinalista em Milão, além de ter ido às quartas-de-final do Aberto da Austrália, todas competições em superfícies rápidas. Torcida - Para o lado de Meligeni fica o fato de o Masters Series de Miami ser considerado como uma espécie de Grand Slam latino-americano, com uma forte presença de torcida brasileira e hispânica, o que pode motivar e incentivá-lo neste seu próximo desafio. A competição tem também uma fórmula interessante, com os cabeças-de-chave - como no caso de Escude - sairem uma rodada à frente, deixando as primeiras rodadas ainda mais atraentes e sem o risco de uma grande estrela como Andre Agassi, Pete Sampras e Lleyton Hewitt - que só devem estrear no fim de semana - serem eliminados logo no início. Sá estréia - Além de Meligeni, o Brasil tem ainda André Sá - único brasileiro que passou pelo qualifying - estreando nesta quinta-feira. O tenista mineiro, que garantiu sua classificação para o torneio com vitória sobre o russo Andrei Stoliarov por 6/2 e 7/6 (7/3), vai jogar agora com o alemão Kristian Pless. Em outros jogos da primeira rodada de Miami, Juan Inagcio Chela (Argentina) ganhou de Bob Ginepre (EUA) por 3/6, 6/3 e 7/6 (7/3); Tommy Robredo (Espanha) de David Sanchez (Espanha) por 6/2, 1/0 e desistência; Agustin Calleri (Argentina) de Ramon Delgado (Paraguai) por 1/6, 7/5 e 6/1; e Greg Rusedski (Inglaterra) de Sargis Sargian (Armênia) por 6/3 e 6/4.

Agencia Estado,

20 Março 2002 | 16h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.