Motivado, Meligeni segue para os EUA

Enquanto Gustavo Kuerten, ainda o melhor tenista do País, 19º do ranking mundial, desembarcava nesta quinta-feira no País sem alarde, Fernando Meligeni, terceiro melhor jogador, 63º do mundo, viajava à noite para os Estados Unidos, onde irá participar de três torneios: o International Series Gold de Washington, o International Series de Long Island e o Aberto dos Estados Unidos. Meligeni passou duas semanas no Brasil. ?Treinei bastante nesse período e estou supermotivado?, disse. O torneio de Washington começa na segunda-feira e teve como vencedor em 2001 o americano Andy Roddick. ?Decidi jogar pela segunda vez em Washington porque a temperatura é mais quente e a quadra é mais lenta, o que bate mais com meu estilo?, afirmou. No passado, em vez de Washington, Meligeni jogou em Indianápolis e perdeu na estréia para o croata Goran Ivanisevic. Long Island começa na segunda-feira seguinte, 19 de agosto, e teve como campeão o ano passado o alemão Tommy Haas. ?Tenho boas recordações de Long Island, onde já consegui bons resultados, além de ser uma ótima preparação para o Aberto dos Estados Unidos?, disse Meligeni. No ano passado ele chegou às quartas-de-final da competição. Perdeu do francês Arnaud Clement. O último torneio do Grand Slam de 2002, o Aberto dos Estados Unidos, tem início dia 26 e teve como campeão em 2001 o australiano Lleyton Hewitt. Meligeni perdeu na segunda rodada no ano passado para o inglês Tim Henman. Nos períodos em que não joga torneio, Meligeni costuma jogar um pouco de golfe à tarde, depois de ter treinado tênis pela manhã. ?Relaxo bastante no golfe, o que faz muito bem para o meu psicológico. Tenho até um desafio já agendado em Long Island: eu e meu técnico Enrique Perez contra André Sá e seu técnico Marcos Barbosa?, completou Fininho.

Agencia Estado,

08 Agosto 2002 | 19h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.