Andy Wong / AP Photo
Andy Wong / AP Photo

Muguruza amplia vantagem na ponta, mas poderá perder nº 1 após derrota em estreia

Bia Haddad Maia cai uma posição, enquanto Teliana Pereira sobe duas

Estadão Conteúdo

02 Outubro 2017 | 13h34

A espanhola Garbiñe Muguruza ampliou a sua vantagem na liderança do ranking mundial do tênis feminino, atualizado nesta segunda-feira pela WTA, mas ao mesmo tempo corre o risco de perder este posto daqui uma semana. Isso devido ao fato de que foi eliminada já na estreia do Torneio de Pequim, também nesta segunda, quando acabou sendo prejudicada por uma forte gripe que a fez abandonar no segundo set o confronto que travava com a checa Barbora Strycova.

+ Wozniacki vence e Kerber é eliminada na segunda rodada do Torneio de Pequim

+ Rogerinho cai e Bellucci despenca 17 posições no ranking da ATP; Monteiro sobe 6

Muguruza corre o risco de ser ultrapassada pela romena Simona Halep, pela checa Karolina Pliskova ou pela ucraniana Elina Svitolina, que venceram em seus jogos de estreia no torneio chinês e que, para ultrapassar a espanhola, precisam ficar com o título da competição.

Antes de ser eliminada na primeira rodada, Muguruza passou a ostentar 6.245 pontos na liderança do ranking da WTA, enquanto Halep, vice-líder, tem 5.645. Há uma semana, elas estavam separadas por apenas 150 pontos, mas a romena amargou uma queda de pontuação na listagem depois de ter sido derrotada já na estreia do Torneio de Wuhan, outro evento chinês do calendário, na terça-feira passada.

A principal novidade do ranking nesta segunda-feira foi a ascensão da letã Jelena Ostapenko, que subiu da décima para a oitava posição no Top 10 após avançar à semifinal do Torneio de Wuhan, onde foi a responsável pela eliminação de Muguruza.

Com a sua subida, Ostapenko deixou para trás a russa Svetlana Kuznetsova e a eslovaca Dominika Cibulkova, agora respectivas nona e décima colocadas.

BRASILEIRAS

Principal tenista do Brasil na atualidade, Beatriz Haddad Maia caiu uma posição em relação à semana passada e agora ocupa o 59º lugar no geral. Teliana Pereira, a número 2 do País, subiu duas posições, mas é apenas a 343ª tenista do mundo. Já Gabriela Sé entrou no Top 400 ao saltar dez colocações e ficar em 396º no geral, agora apenas dois postos atrás de sua compatriota Paula Cristina Gonçalves, que desceu uma posição.

 

Confira o ranking atualizado da WTA:

1) Garbiñe Muguruza (ESP), 6.245

2) Simona Halep (ROM), 5.645

3) Elina Svitolina (UCR), 5.640

4) Karolina Pliskova (RCH), 5.605

5) Venus Williams (EUA), 4.652

6) Caroline Wozniacki (DIN), 4.640

7) Johanna Konta (GBR), 4.435

8) Jelena Ostapenko (LET), 4.130

9) Svetlana Kuznetsova (RUS), 4.115

10) Dominika Cibulkova (ESQ), 3.330

11) Agnieszka Radwanska (POL), 3.250

12) Angelique Kerber (ALE), 3.236

13) Madison Keys (EUA), 3.213

14) Kristina Mladenovic (FRA), 3.090

15) Caroline Garcia (FRA), 2.980

16) CoCo Vandeweghe (EUA), 2.764

17) Sloane Stephens (EUA), 2.712

18) Petra Kvitova (RCH), 2.357

19) Anastasija Sevastova (LET), 2.295

20) Elena Vesnina (RUS), 2.190

59) Beatriz Haddad Maia (BRA), 990

343) Teliana Pereira (BRA), 119

394) Paula Cristina Gonçalves (BRA), 93

396) Gabriela Cé (BRA), 93

Mais conteúdo sobre:
Tênis Garbiñe Muguruza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.