Andy Wong / AP Photo
Andy Wong / AP Photo

Nadal atinge 150ª semana na liderança do ranking, mas vê Federer reduzir vantagem

Nas duplas, Marcelo Melo e Lukasz Kubot permanecem na segunda posição

Estadão Conteúdo

16 Outubro 2017 | 12h10

Rafael Nadal atingiu uma marca histórica nesta segunda-feira. O espanhol alcançou a 150ª semana na liderança do ranking da ATP, com a divulgação da atualização da lista, mas também viu a sua vantagem na relação ser reduzida com a derrota para o suíço Roger Federer na decisão do Masters 1000 de Xangai.

+ Após vitória na final, Federer diz que não notou problema físico de Nadal

Nadal lidera o ranking com 10.465 pontos, enquanto Federer chegou aos 8.505, reduzindo a diferença, que era de 2.170 na semana passada, para 1.960 pontos depois que eles se enfrentaram na final do evento chinês no último domingo, com triunfo do suíço.

Afastado das quadras por lesão, o britânico Andy Murray continua em terceiro lugar, mas agora é seguido pelo croata Marin Cilic, que assumiu a quarta posição depois de ser semifinalista em Xangai, ultrapassando o alemão Alexander Zverev, que parou nas terceira rodada.

Mesmo tendo perdido na segunda rodada em Xangai, o austríaco Dominic Thiem ascendeu para o sexto lugar, se aproveitando da inatividade do sérvio Novak Djokovic, agora apenas o número sete do mundo. Quem também caiu por estar afastado das quadras é o suíço Stan Wawrinka, agora o nono colocado no ranking, sendo ultrapassado pelo búlgaro Grigor Dimitrov, eliminado nas quartas de final do Masters 1000 chinês. E o belga David Goffin, que caiu na segunda rodada, completa o Top 10 da ATP.

Semifinalista do Masters 1000 de Xangai, o argentino Juan Martin del Potro ascendeu quatro posições no ranking e agora está na 19ª posição. Enquanto isso, os dois brasileiros que estão entre os cem melhores do mundo perderam terreno. Rogério Dutra Silva caiu quatro postos, para o 81º lugar, enquanto Thomaz Bellucci agora é o número 92 do mundo, tendo perdido duas posições.

DUPLAS

 No ranking das duplas, Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot continuam em segundo lugar, atrás do finlandês Henri Kontinen e do australiano John Peers, seus algozes na decisão do Masters 1000 de Xangai. Também batidos nas semifinais por Kontinen e Peers, Bruno Soares e o britânico Jamie Murray estão na quarta posição. Já no ranking de duplistas, Melo é o terceiro colocado e Soares está em décimo lugar.

 

Confira a classificação atualizada do ranking da ATP:

1º - Rafael Nadal (ESP), 10.465 pontos

2º - Roger Federer (SUI), 8.505

3º - Andy Murray (GBR), 5.290

4º - Marin Cilic (CRO), 4.505

5º - Alexander Zverev (ALE), 4.400

6º - Dominic Thiem (AUT), 3.935

7º - Novak Djokovic (SER), 3.765

8º - Grigor Dimitrov (BUL), 3.590

9º - Stan Wawrinka (SUI), 3.450

10º - David Goffin (BEL), 2.885

11º - Pablo Carreño Busta (ESP), 2.855

12º - Milos Raonic (CAN), 2.600

13º - John Isner (EUA), 2.550

14º - Sam Querrey (EUA), 2.525

15º - Kei Nishikori (JAP), 2.475

16º - Kevin Anderson (AFS), 2.470

17º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.285

18º - Tomas Berdych (RCH), 2.230

19º - Juan Martin del Potro (ARG), 2.225

20º - Nick Kyrgios (AUS), 2.010

81º - Rogério Dutra Silva (BRA), 648

92º - Thomaz Bellucci (BRA), 576

125º - Thiago Monteiro (BRA), 451

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.