Nicolas Assouri / AFP
Nicolas Assouri / AFP

Nadal vence russo com facilidade e avança às quartas de final em Pequim

Thomas Berdych perde para russo e é eliminado

Estadão Conteúdo

05 Outubro 2017 | 10h02

Depois de sofrer bastante para confirmar favoritismo em sua estreia no Torneio de Pequim, o espanhol Rafael Nadal não teve maiores dificuldades para garantir vaga nas quartas de final do ATP 500 chinês realizada em quadras duras, nesta quinta-feira, ao vencer o russo Karen Khachanov por 2 sets a 0, com duplo 6/3.

+ Quem é o maior de todos os tempos no tênis?

+ Em Pequim, Halep vence Sharapova pela 1ª vez e Ostapenko se garante no Masters

Na sua estreia, na última terça, o líder do ranking mundial precisou salvar dois match points na partida em que derrotou o francês Lucas Pouille por 2 sets a 1, de virada. Agora, porém, superou o atual 42º tenista da ATP em 1h29min e se credenciou para enfrentar na próxima fase o norte-americano John Isner, que em outra partida já encerrada nesta quinta na China arrasou o argentino Leonardo Mayer por 6/0 e 6/3.

Neste duelo diante de Khachanov, Nadal confirmou todos os seus saques, se salvou nas seis oportunidades de quebra de serviço conquistadas pelas russo e ainda converteu três de dez break points para encaminhar o seu triunfo em sets diretos.

O espanhol, porém, conteve a euforia ao projetar o duelo que travará com Isner, hoje o 17º colocado do ranking mundial, cujo poderio de um dos seus fundamentos foi exaltado pelo número 1 da ATP após o triunfo desta quinta. Essa foi, por sinal, a segunda vitória de Nadal em dois jogos contra Khachanov, derrotado anteriormente neste ano no Grand Slam de Wimbledon, também em sets diretos.

"Ele (Isner) tem o melhor saque do mundo, um saque imparável", ressaltou Nadal, que depois completou: "Tenho de estar muito sólido com o meu saque e jogar de forma agressiva".

A preocupação do espanhol para o duelo com o norte-americano não é por acaso, pois no mês passado ele chegou a ser superado pelo rival na recém-criada Laver Cup, competição de exibição realizada em Praga, na República Checa, onde foi batido por 7/5 e 7/6.

BERDYCH CAI

Em outro duelo encerrado há pouco em Pequim, o checo Tomas Berdych não conseguiu justificar a condição de sétima cabeça de chave ao ser derrotado pelo russo Andrey Rublev, de virada, com parciais de 1/6, 6/4 e 6/1, pela segunda rodada.

Ex-Top 10 que hoje ocupa a 20ª posição da ATP, Berdych havia levado a melhor sobre o atual 39º colocado do ranking no último Masters 1000 de Miami, mas desta vez caiu diante da promessa russa. Rublev assim avançou às quartas de final e terá como próximo adversário na China o ganhador da partida entre o alemão Alexander Zverev, segundo cabeça de chave, e o italiano Fabio Fognini, também programada para acontecer nesta quinta-feira na China.

Mais conteúdo sobre:
Tênis Rafael Nadal Tomas Berdych

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.