1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Roger Federer bate colombiano e conquista o hepta em Halle

Agência Estado

15 Junho 2014 | 12h 01

Depois de três vice-campeonatos seguidos na temporada de 2014, suíço fez 2 a 0 em Alejandro Falla, para levantar a taça na Alemanha

Roger Federer enfim quebrou a sequência de derrotas em finais na atual temporada. Depois de três vice-campeonatos, o suíço pôs fim ao jejum com o seu sétimo título no Torneio de Halle, da Alemanha, ao vencer o colombiano Alejandro Falla por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/2), 7/6 (7/3).

Ao todo, o atual número quatro do mundo chegou à final na grama de Halle nas últimas nove edições em que participou. E venceu também em 2013, 2008, 2006, 2005, 2004 e 2003. Nos anos de 2012 e 2010 foi surpreendido na decisão pelo alemão Tommy Haas e pelo australiano Lleyton Hewitt, respectivamente.

Oliver Krato/EFE
Federer conquista o hepta no Torneio de Halle

A nova conquista deve dar novo fôlego ao suíço, às vésperas de Wimbledon. Ele não passou das oitavas de final em Roland Garros e acumulava três derrotas seguidas em finais: Masters 1000 de Montecarlo e Indian Wells e ATP de Brisbane. Neste ano, só venceu em Dubai, no início de janeiro.

Mais confiante, poderá ser um dos favoritos ao título na grama de Wimbledon, onde coincidentemente também tem sete troféus. O Grand Slam inglês está marcado para começar no dia 23, em Londres.

Na partida deste domingo, Federer sofreu mais do que esperava para superar Falla. Especialista em saibro, o colombiano vinha fazendo grande campanha na grama e não reduziu a pegada na final. Mostrou valentia diante do favorito e buscou a igualdade duas vezes, nas duas parciais.

O suíço liderou o placar pela primeira vez ao quebrar o saque do rival e fazer 5/3 no set inicial. Falla respondeu rapidamente e devolveu a quebra. Equilibrado, o duelo foi para o tie-break, quando sobressaiu a experiência de Federer.

O roteiro se repetiu na segunda parcial. O suíço, no entanto, faturou a quebra mais cedo, logo no primeiro game. Mas o colombiano não desanimou e empatou no game seguinte. Sem maior brilho, Federer sustentou seus games de saque, mas não conseguia ameaçar o adversário. Até que no tie-break voltou a se impor e confirmou a vitória, após 1h28min.

Ainda neste domingo, Federer volta à quadra central de Halle para disputar também a final de duplas, ao lado do compatriota Marco Chiudinelli.