Gabriel Bouys/AFP
Gabriel Bouys/AFP

Rogério Dutra Silva leva virada e perde de Raonic em Roland Garros

Brasileiro dá adeus com derrota por 3 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/2, 6/3 e 6/4

Estadao Conteudo

31 Maio 2017 | 14h54

O brasileiro Rogério Dutra Silva encerrou a sua participação em Roland Garros com uma boa atuação. Nesta quarta-feira, o número 79 do mundo fez jogo duro, mas levou a virada e perdeu para o canadense Milos Raonic, o sexto colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/2, 6/3 e 6/4, em 2 horas e 23 minutos.

Após chegar a ser dúvida para a competição por causa de uma lesão sofrida na semana passada, durante o Torneio de Genebra, Dutra Silva iniciou a sua participação em Roland Garros com uma vitória em cinco sets sobre o russo Mikhail Youzhny, que já figurou entre os dez melhores tenistas do mundo, e nesta quarta-feira deu bastante trabalho para o atual vice-campeão de Wimbledon, antes de sucumbir na partida disputada na quadra 1 do complexo parisiense.

No primeiro set, Dutra Silva abriu vantagem ao conseguir quebra de serviço no terceiro game, mas perdeu o seu saque na sequência. No sétimo game, o brasileiro converteu mais um break point e não vacilou mais, assegurando a sua vitória por 6/4.

O início da segunda parcial foi equilibrada, mas depois Raonic venceu quatro games seguidos, com break points convertidos no sexto e oitavo games, para triunfar por 6/2 e empatar o duelo com Rogerinho.

No terceiro set, Dutra Silva conseguiu equilibrar novamente o duelo, mas desperdiçou quatro break points e ainda viu Raonic converter um, no sexto game, o que foi determinante para o seu triunfo por 6/3.

Em desvantagem, o brasileiro não conseguiu mais ameaçar o saque de Raonic no quarto set. Ainda assim, Rogerinho foi mantendo o duelo aberto até o nono game, quando perdeu o seu saque. Na sequência, o canadense disparou quatro aces seguidos para confirmar o seu serviço, fechando a parcial em 6/4 e o jogo em 3 sets a 1.

O próximo adversário de Raonic já está definido. O canadense terá pela frente o espanhol Guillermo Garcia-Lopez, o número 153 do mundo, que nesta quarta-feira bateu o argentino Marco Trungelliti por 7/5, 6/4 e 7/5.

Mais conteúdo sobre:
tênis Roland Garros Rogério Dutra Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.