Sérvio Savic é banido do tênis acusado de manipular partidas

O tenista sérvio David Savic foi banido do esporte pelo resto da vida por acusações de fraude em partidas manipuladas, informou a Unidade de Integridade do Tênis (TIU, na sigla em inglês) neste sábado.

REUTERS

01 Outubro 2011 | 14h58

Savic, 659 do ranking da ATP, também recebeu uma multa de 100 mil dólares após ser declarado culpado de três violações sob o Programa de Anti-Corrupção do Tênis, incluindo "manipular ou tentar manipular o resultado de um evento".

Em um comunicado, a TIU declarou que o tenista de 26 anos cometeu as violações em outubro do ano passado e foi considerado culpado em uma audiência disciplinar independente anti-corrupção em Londres, no mês passado.

"A expulsão pelo resto da vida tem efeito imediato e significa que o Sr. Savic não pode se candidatar a nenhum torneio ou competição organizados ou sancionados pelos organismos que administram o tênis profissional, valendo a partir da data deste comunicado", afirmou a TIU.

Savic é o segundo tenista a receber a punição --o austríaco Daniel Koellerer foi culpado de uma violação semelhante em maio.

A TIU foi criada em 2008 e é apoiada pelo Comitê de Grand Slam, a Federação Internacional de Tênis (ITF na sigla em inglês), o circuito da ATP e da WTA.

(Reportagem de Martyn Herman)

Mais conteúdo sobre:
TENIS SAVIC EXPULSAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.