1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Ex-McLaren, Paffett se torna piloto de simulador da Williams

- Atualizado: 02 Fevereiro 2016 | 11h 20

Ex-piloto de testes e reserva da McLaren, Gary Paffett está de volta à Fórmula 1. Nesta terça-feira, a Williams anunciou a contratação do britânico, que será seu piloto de simulador na temporada 2016. Paffett, de 34 anos, chega com a função de ajudar no desenvolvimento do FW38, o carro da Williams.

"Estou muito contente por estar me juntando à equipe Williams como piloto de simulador para ajudar no desenvolvimento do carro deste ano", disse o inglês. "A equipe tem um grande pedigree e história na Fórmula 1. Estou ansioso para apoiar a equipe ao longo deste ano, em meu novo papel", acrescentou.

Embora nunca tenha participação de um GP, Paffett possui larga experiência com carros da Fórmula 1. O britânico participou de 73 dias de teste oficiais, completando 4.971 voltas e tendo percorrido 22.745 quilômetros.

Ao mesmo tempo em que era piloto de testes, Paffett competiu na DTM, uma categoria de carros de turismo baseada na Alemanha, como piloto da Mercedes, sendo campeão na temporada 2005.

Em 2014, Paffett deixou a McLaren, coincidindo com o fim da parceria da Mercedes com a equipe. Agora ele voltará à Fórmula 1 pela Williams, hoje equipada com motores da Mercedes, ajudando a compensar a saída da britânica Susie Wolff, que era piloto de testes e se aposentou ao final de 2015.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX