Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Fórmula 1 estuda adotar cockpit fechado nos carros para 2017

Velocidade

Reprodução

Fórmula 1 estuda adotar cockpit fechado nos carros para 2017

Alteração visa proteger cabeça dos pilotos de impactos perigoso

0

O Estado de S. Paulo

25 Janeiro 2016 | 19h21

A Fórmula 1 deve apresentar nos próximos anos uma drástica mudança no desenho dos carros. Segundo o site Motorsport, está em estudo a adoção do cockpit fechado, alteração para proteger a cabeça de pilotos de impactos perigosos, como os que causaram nos últimos anos as mortes do francês Jules Bianchi, na própria Fórmula 1, e do inglês Justin Wilson, na Fórmula Indy.

A Associação de Pilotos da Fórmula 1, GPDA na sigla em inglês, é quem lidera a discussão dessa mudança para 2017, quando a categoria terá um novo regulamento. Dos conceitos apresentados, o que teve uma melhor recepção foi o da Mercedes. A equipe alemã apresentou um desenho em que o cockpit ganha uma barra circular para proteção dos pilotos sem que a estrutura dificulte a visiibilidade.

"A pesquisa que os especialistas da FIA fizeram é muito completa e o processo apresentou uma solução clara", disse o presidente da GPDA, o ex-piloto Alexander Wurz à BBC. "Agora, os pilotos sentem que é hora de implementar uma proteção extra. No mais tardar, em 2017. Esperamos que a proteção de cabeça adicional seja obrigatória", comentou o austríaco.

Na previsão do dirigente, existe a possibilidade do tema ser discutido já na próxima sexta-feira, durante reunião regular da diretoria técnica da Fórmula 1 com a FIA. 

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.