1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Renault apresenta novo carro e confirma Magnussen

- Atualizado: 03 Fevereiro 2016 | 14h 39

Dinamarquês será piloto titular da equipe francesa

A Renault, que está de volta à Fórmula 1 como equipe de fábrica, apresentou nesta quarta-feira o seu carro para a temporada de 2016. O modelo RS16 será predominante preto e com detalhes em amarelo e o evento de apresentação, realizado na fábrica da Renault na cidade francesa de Guyancourt, foi exibido por meio de transmissão ao vivo pela internet.

O layout do novo carro exibe uma inversão das cores predominantes do último monoposto que a Renault teve na F1, em 2010, quando era quase todo amarelo e tinha detalhes em preto. Mas, ainda mais novidade do que a apresentação do carro, foi a confirmação oficial de Kevin Magnussen como piloto titular da equipe francesa.

Novo carro da Renault será na cor preta
Novo carro da Renault será na cor preta

Demitido pela McLaren no final do ano passado, o dinamarquês irá substituir o venezuelano Pastor Maldonado, que na última segunda-feira confirmou que estará fora do grid da Fórmula 1 nesta próxima temporada. O estreante britânico Jolyon Palmer será o outro titular do time em 2016, enquanto o francês Esteban Ocon se juntou à Renault como piloto reserva e de testes.

Na cerimônia realizada nesta quarta-feira, a Renault se tornou a primeira equipe a revelar o seu novo carro para a temporada de 2016. Após reassumir a equipe baseada em Enstone, que corria sob o nome de Lotus até ano passado, a escuderia espera voltar a exibir força como time de fabrica, o que acontece pela terceira vez na história da categoria - isso ocorreu antes entre 1977 e 1985 e entre 2002 e 2010, sendo que neste último período o time foi bicampeão mundial de pilotos e construtores com Fernando Alonso nas temporadas de 2005 e 2006.

Além de confirmar Magnussen e Ocon como seus novos pilotos, a Renault também oficializou a volta de Bob Bell como seu novo diretor técnico, enquanto Nick Chester se tornou diretor técnico de chassis e Remi Taffin será diretor técnico de engenharia.

Com essa nova equipe técnica, a Renault está confiante que logo poderá voltar a brigar por vitórias e por títulos na F1. "A ambição não é apenas a de participar. Não temos a intenção de apenas fazer número. Nós estamos aqui para vencer. Vencemos em todos as categorias, não há razão para não repetirmos isso na F1. Nós sabemos o caminho", afirmou Cyril Abiteboul, diretor de corrida da Renault.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX