Batalhão de anônimos agita os boxes

Durante um treino ou corrida da F-1, o interesse está na pista. As atenções só se voltam para o box, durante operações específicas, como a parada para reabastecimento e troca de pneus. No entanto, no box há uma grande movimentação, apesar de às vezes tudo parecer tão calmo que já não é raro ver imagens de um mecânico cochilando enquanto os motores roncam na pista. A Agência Estado acompanhou hoje, em Interlagos, o treino livre da manhã no box da Renault, equipe do italiano Jarno Trulli e do inglês Jenson Button e pôde perceber que ninguém dorme no ponto. Leia mais no O Estado de S. Paulo

Agencia Estado,

30 Março 2002 | 10h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.