Site oficial da Fórmula E
Site oficial da Fórmula E

Buemi segura pressão de Lucas Di Grassi e vence etapa de Mônaco na Fórmula E

Suíço sofre pressão e vence por apenas 0s320 na frente do piloto brasileiro

Estadao Conteudo

13 Maio 2017 | 19h10

O suíço Sébastien Buemi sofreu forte pressão do brasileiro Lucas Di Grassi neste sábado. Mas, depois de largar na pole, o piloto da Renault manteve o domínio e venceu a etapa de Mônaco da Fórmula E, a quinta da temporada 2016/2017.

Já Lucas Di Grassi, da ABT Schaeffler Audi Sport, também fez uma boa corrida após largar em segundo, não deixou o francês disparar e colocou uma forte pressão nas voltas finais. Ainda assim, o suíço aproveitou o difícil traçado das ruas de Montercalo, no Principado de Mônaco, para se segurar - ele terminou apenas 0s320 na frente do brasileiro.

"O problema aqui em Mônaco é que não há espaço para ultrapassagens. Se você tem um sujeito experiente pela frente, como é o caso de Seb, você sabe que ele fechará sua porta", avaliou o brasileiro, que perdeu boa chance de encostar no adversário.

Atual campeão da Fórmula E, Sebastien Buemi se manteve na liderança da temporada com 104 pontos, 15 na frente do brasileiro. Os dois são os principais candidatos ao título, ainda mais após o resultado deste sábado.

Completou o pódio em Mônaco, por sua vez, o alemão Nick Heidfeld, seguido pelo brasileiro Nelsinho Piquet, que obteve o seu melhor resultado na temporada. O alemão Maro Engel, o sueco Felix Rosenqvist, o alemão Daniel Abt, o mexicano Esteban Gutierrez, o francês Nicolas Prost e o neozelandês Mitch Evans fecharam as 10 primeiras colocações.

O fraco resultado de Nicolas Prost neste sábado, aliás, polarizou ainda mais o campeonato entre Sébastien Buemi e Lucas Di Grassi. Ao chegar em nono, o francês até se manteve em terceiro, mas soma apenas 48 pontos, seguido pelo também francês Jean-Éric Vergne, com 40. Já Nelsinho Piquet, com 27, é o oitavo. A sexta etapa da Fórmula E será disputada no próximo sábado, em Paris, na França.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.