Assine o Estadão
assine

Esportes

Fórmula 1

Chefe da Ferrari admite evolução insuficiente do carro em 2014

Marco Mattiacci lamenta que avanços vistos na escuderia são pequenos perto das outras concorrentes

0

AE,
Agência Estado

14 Junho 2014 | 16h41

Depois de domínio absoluto da Mercedes nas seis primeiras etapas da temporada da Fórmula 1, a Red Bull conseguiu desbancar a rival na última corrida, no Canadá, e saiu com a vitória. Enquanto isso, a Ferrari vem lutando para se aproximar dessa disputa no pelotão de frente. Mas, segundo admitiu o próprio chefe da equipe italiana, Marco Mattiacci, a evolução do carro tem sido insuficiente.

"Temos visto pequenos avanços no carro, mas não estamos evoluindo mais do que os outros", avaliou Mattiacci, em entrevista para a revista especializada Autosport. "Esse é o segredo da Fórmula 1. Você precisa estar na frente da curva. E nós não estamos", completou o dirigente da Ferrari.

A chance de reação da Ferrari será no dia 22 de junho, quando acontece a oitava etapa da temporada, o GP da Áustria, no circuito de Spielberg, que volta a fazer parte do calendário após 11 anos de ausência. E a expectativa é de que a equipe italiana tenha chance de pelo menos brigar pela vitória com os carros da Mercedes e da Red Bull, os dois melhores do grid até agora.

Por enquanto, os dois pilotos da Mercedes lideram o campeonato com bastante folga: o alemão Nico Rosberg tem 140 pontos, contra 118 do inglês Lewis Hamilton. O terceiro lugar é do australiano Daniel Ricciardo, que soma 79 pontos com a Red Bull, após a inédita vitória no GP do Canadá no domingo passado. Depois, aparece o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, com 69 pontos - o finlandês Kimi Raikkonen, seu companheiro na equipe italiana, está apenas na 12ª posição, com 18 pontos.

Mais conteúdo sobre: