Aly Song/Reuters
Aly Song/Reuters

Felipe Massa aposta em GP de Mônaco desafiante para os pilotos

Brasileiro acha que o carro mais largo da temporada 2017 vai dificultar ainda mais as ultrapassagens nas ruas de Montecarlo

Estadão Conteúdo

24 Maio 2017 | 10h30

Um dos mais experientes pilotos do grid da Fórmula 1, Felipe Massa acredita que o GP de Mônaco, marcado para o próximo fim de semana, trará um desafio extra aos pilotos. Afinal, as mudanças no regulamento técnico para a temporada 2017 deixaram os carros mais largos, o que deverá dificultar ainda mais as ações do corredores no estreito circuito de rua de Montecarlo.

"Será a primeira vez que vamos a Mônaco com carros mais largos, por isso teremos de nos adaptar ao novo tamanho para uma pista extremamente apertada. Será um desafio, com certeza, mas é sempre Mônaco. Uma corrida em que tudo pode acontecer", afirmou o brasileiro de 36 anos.

Assim, a expectativa é de que seja ainda mais difícil realizar ultrapassagens na corrida do próximo domingo. Por isso, o desempenho na sessão de classificação, no sábado, poderá ser, mais uma vez, fator determinante para o resultado do GP de Mônaco.

"O treino de classificação pode ser mais importante do que a corrida, com a posição onde você começa muitas vezes decidindo onde você vai terminar, por isso é importante ter um bom sábado. Monaco é também como o meu segundo GP em casa, então eu estou realmente ansioso", afirmou o brasileiro, que possui residência no principado monegasco.

Com 14 participações no GP de Mônaco, Massa conquistou a pole position em 2008, ano em que foi ao pódio com um terceiro lugar, mesmo resultado obtido por ele em 2007. Na última temporada, ele foi o décimo colocado na prova.

Após cinco corridas realizadas em 2017, Massa ocupa a nona posição no Mundial de Pilotos com 18 pontos. E o brasileiro tentará melhorar esse desempenho a partir desta quinta-feira, quando serão realizados os dois primeiros treinos livres do GP de Mônaco, às 5 horas e às 9h (de Brasília).

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Williams Felipe Massa Velocidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.