Max Rossi/ Reuters
Max Rossi/ Reuters

Com chance de título nos EUA, Hamilton lidera 1º treino livre em Austin

Piloto da Mercedes vê seu concorrente direto, Sebastian Vettel, ficando em segundo lugar

Estadao Conteudo

20 Outubro 2017 | 15h06

Com chance de se sagrar campeão da temporada da Fórmula 1 já no domingo, o inglês Lewis Hamilton deu nesta sexta-feira o primeiro passo rumo ao título neste fim de semana. Exibindo grande ritmo, o piloto da Mercedes liderou o treino livre que abriu o GP dos Estados Unidos, em Austin.

O alemão Sebastian Vettel, contudo, manteve a disputa quente ao cravar o segundo melhor tempo no Circuito das Américas. O piloto da Ferrari pode impedir o título antecipado de Hamilton se chegar ao menos na quinta colocação na corrida de domingo, mesmo que o rival vença a prova.

Para tanto, o alemão deverá ter muito trabalho pela frente. Hamilton tem amplo domínio na corrida norte-americana. Ele venceu nada menos que quatro das cinco corridas já disputadas em Austin. E a intimidade com a pista pôde ser confirmada nesta sexta, quando ele anotou o tempo de 1min36s335. Foi, assim, mais de meio segundo mais veloz que Vettel, com seu 1min36s928.

Ambos marcaram seus melhores tempos com os pneus supermacios, que passaram a ser utilizados pela maior parte dos pilotos na metade do treino. No começo, quase todos optaram pelos intermediários em razão do tempo nublado e da pista ligeiramente molhada. Com o passar do tempo, a pista secou. Mas, nos instantes finais da sessão, uma leve chuva voltou a cair.

No início do treino, o brasileiro Felipe Massa chegou a liderar, de forma surpreendente, com os intermediários. Mas logo caiu na tabela de tempos. O piloto da Williams, que tenta mostrar serviço para se garantir na equipe em 2018, acabou a sessão na sexta posição, com 1min37s570.

Companheiro de Hamilton na Mercedes, o finlandês Valtteri Bottas anotou 1min36s979 e ficou com o terceiro tempo. O holandês Max Verstappen, da Red Bull, (1min37s339) foi o quarto mais veloz, seguido pelo belga Stoffel Vandoorne, da McLaren (1min37s352). Sem reproduzir o mesmo rendimento de Vettel, o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, anotou apenas o sétimo lugar (1min37s598).

A dupla da Force India vem logo em seguida. O francês Esteban Ocon (1min37s808) foi o oitavo colocado, enquanto o mexicano Sergio Pérez (1min37s861) registrou o nono tempo. E o espanhol Carlos Sainz Jr, estreando com o carro da Renault após deixar a Toro Rosso, fechou o Top 10, com 1min38s093.

Sem o piloto da Espanha, a Toro Rosso contou com o indonésio Sean Gelael na sessão. Ele marcou o 17º tempo, com 1min40s406. Não foi o único estreante da equipe na pista. Seu companheiro de equipe foi o neozelandês Brendon Hartley, no 14º posto, com 1min39s267. A equipe terá na corrida Hartley e o russo Daniil Kvyat, que fará seu retorno ao time neste GP.

O único piloto a não registrar tempo nesta primeira sessão foi o espanhol Fernando Alonso, que não foi para a pista por conta de problemas técnicos em sua McLaren. O bicampeão mundial anunciou a renovação do seu contrato com a equipe até 2018, na quinta-feira.

O segundo treino livre do GP dos Estados Unidos está marcado para as 17 horas (horário de Brasília). No sábado, a sessão classificatória será as 19 horas. E, no domingo, a largada está agendada para as 17 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.