Tommaso Torri/EFE
Tommaso Torri/EFE

Com dano cerebral, Nicky Hayden continua em estado gravíssimo após ser atropelado

Campeão da MotoGP de 2006 foi atropelado por um carro enquanto treinava com uma bicicleta

Estadão Conteúdo

18 Maio 2017 | 13h58

O campeão da MotoGP de 2006, Nicky Hayden, continua internado em estado gravíssimo desde a última quarta-feira, depois de ser atropelado por um carro enquanto treinava com uma bicicleta na cidade de Misano Adriatico, na Itália.

Em comunicado emitido nesta quinta, o Hospital Maurizio Bufalini, de Cesena, onde o piloto norte-americano está internado, informa que a condição de Hayden segue extremamente crítica. "Ele ainda está na Unidade de Terapia Intensiva do hospital. Sofreu um sério politraumatismo e dano cerebral".

Nas redes sociais, o hexacampeão da MotoGP, Valentino Rossi, publicou nesta quinta uma mensagem de apoio a Hayden. "Nicky é um dos melhores amigos que tive no paddock.

Seu olhar de apoio de dentro do capacete é um dos poucos memórias positivas que tenho do GP de Valência de 2015", escreveu o italiano, em referência à última prova daquela temporada, em que ele perdeu o título para o espanhol Jorge Lorenzo. "Força, Nicky. Estamos todos com você!", completou Rossi.

A equipe de Hayden, a Red Bull Honda, informou em seu site oficial que o piloto está acompanhado pela esposa, pelo irmão e pela mãe, que chegaram à Itália na manhã desta quinta-feira. Ele estava na Itália para participar da etapa de Ímola do Mundial de Superbike, disputada no fim de semana passado. Atualmente, Hayden ocupa a 13ª colocação da temporada desta categoria da motovelocidade.

Na MotoGP, o norte-americana competiu entre 2003 e 2015 de forma consecutiva e disputou uma prova da categoria em 2016, quando substituiu o australiano Jack Miller por motivo de lesão.

Mais conteúdo sobre:
Nicky Hayden Velocidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.