Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Desapontado, Alonso promete fazer 'tudo' para correr na Malásia

Piloto diz entender recomendação e deseja sorte a Magnussen

Estadão Conteúdo

10 Março 2015 | 10h17

Ainda em recuperação do acidente sofrido na segunda das três semanas dos testes coletivos da pré-temporada da Fórmula 1, Fernando Alonso admitiu ter ficado decepcionado com a decisão dos médicos de não permitirem a sua presença no GP da Austrália, que abre no próximo fim de semana o campeonato de 2015, mas garantiu respeitar a recomendação, além de destacar que já se prepara para voltar a correr na prova seguinte, na Malásia.

"É claro, estou muito desapontado por não me juntar a Jenson (Button, seu companheiro de equipe na McLaren) em Melbourne na garagem da McLaren, mas eu entendo as recomendações dos médicos, já estou de volta aos treinos e me preparando para a minha primeira corrida no MP4-30 (o carro da McLaren para a temporada 2015 da Fórmula 1)", disse.

Em 22 de fevereiro, no último dia da segunda semana de testes da Fórmula 1, Alonso sofreu um acidente no circuito de Barcelona. O piloto espanhol sofreu uma concussão e permaneceu três dias internado em um hospital. Depois, foi descartado da última semana de testes e também do GP da Austrália, adiando a sua reestreia pela McLaren.

Alonso declarou que vai fazer de tudo para não ficar de fora da segunda etapa do campeonato, que será realizada em 29 de março, na Malásia, agradeceu o apoio que vem recebendo na sua recuperação e garantiu que será bem substituído pelo dinamarquês Kevin Magnussen em Melbourne.

"Gostaria de agradecer a todos por seus gentis desejos e pelo apoio e farei de tudo para estar de volta ao cockpit na Malásia. Desejo a Kevin tudo de melhor para este fim de semana na Austrália, e eu sei que o carro está em mãos seguras", afirmou.

Apesar de não participar do GP da Austrália, Alonso prometeu acompanhar o trabalho da McLaren. E garantiu estar otimista para a estreia do MP4-30, embora a equipe inglesa tenha sofrido com vários problemas durante a pré-temporada da Fórmula 1.

"Mesmo que nós tenhamos enfrentado uma série de desafios nos testes, estou muito animado com a sensação que tive do carro, e estou ansioso para verificar todos os dados deste fim de semana com a equipe para continuar com o nosso desenvolvimento para melhorar o nosso desempenho", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.