Cristina Quickler/AFP
Cristina Quickler/AFP

Em Jerez, Pedrosa domina de ponta a ponta e vence prova 3.000 da elite das motos

Piloto da Honda supera companheiro de equipe Marc Marquez; Jorge Lorenzo leva sua Ducati ao terceiro lugar

Estadão Conteúdo

07 Maio 2017 | 11h14

Depois de largar da pole, Dani Pedrosa dominou a prova realizada na manhã deste domingo no circuito de Jerez de la Frontera e venceu de ponta a ponta a etapa espanhola do Mundial de MotoGP. Assim, o piloto da casa acabou triunfando naquela que foi a 3.000ª corrida da história em um campeonato da elite da motovelocidade.

O piloto da Honda cruzou a linha de chegada com uma confortável vantagem de 6s136 sobre o seu compatriota e companheiro de equipe Marc Márquez, que terminou a prova na segunda posição. E o pódio, para delírio da torcida local, foi 100% espanhol, pois ainda teve Jorge Lorenzo, da Ducati, como terceiro colocado.

Esse foi, por sinal, o primeiro pódio de Lorenzo pela sua nova equipe desde quando ele deixou a Yamaha ao final da temporada passada. Assim, o espanhol passou a contabilizar 28 pontos e assumiu a nona posição do Mundial de MotoGP.

O líder do campeonato continua sendo o italiano Valentino Rossi, com 62 pontos, mas agora o astro da Yamaha tem apenas dois de vantagem sobre o espanhol Maverick Viñales, vice-líder e seu companheiro de time, que terminou a corrida deste domingo em sexto lugar. Rossi, que largou em sétimo, fechou a prova apenas em décimo.

E Rossi e Viñales agora também estão perseguidos ainda mais de perto agora pelo atual campeão da MotoGP, Marc Márquez, que com a segunda posição obtida neste domingo chegou aos 58 pontos no terceiro posto da classificação geral do Mundial. Pedrosa, por sua vez, entrou mais diretamente na luta pelo título ao passar a contabilizar 52 pontos na quarta posição após o triunfo emblemático em Jerez.

Essa foi a terceira vez que Pedrosa vence a etapa da Espanha no Mundial de MotoGP. Para isso, ele precisou suportar a pressão de Márquez, que na parte final da prova chegou a ficar a apenas um segundo atrás do seu compatriota, que depois voltou a abrir vantagem para ganhar de maneira tranquila.

Atrás de Pedrosa, Márquez e Lorenzo, o francês Johann Zarco, da Yamaha Tech 3, e o italiano Andrea Dovizioso, da Ducati, terminaram a corrida respectivamente na quarta e quinta colocações, logo à frente de Viñales. O italiano Danilo Petrucci (da Octo Pramaci e de motor Ducati), o alemão Jonas Folger (Yamaha Tech 3), o espanhol Aleix Espargaró (Aprilia) e finalmente Rossi fecharam, nesta ordem, o grupo dos dez mais bem posicionados.

Após quatro provas disputas no Mundial de 2017, a quinta etapa do campeonato será realizada no próximo dia 21, em Le Mans, na França. Ao todo serão 18 corridas até o final da temporada, marcada para acabar em 12 de novembro, quando ocorrerá a etapa da Comunidade Valenciana, na Espanha.

 

Confira a classificação final da etapa da Espanha:

1) Dani Pedrosa (ESP/Honda), em 45min26s827

2) Marc Márquez (ESP/Honda), a 6s136

3) Jorge Lorenzo (ESP/Ducati), a 14a767

4) Johann Zarco (FRA/Yamaha Tech 3), a 17s601

5) Andrea Dovizioso (ITA/Ducati), a 22s913

6) Maverick Viñales (ESP/Yamaha), a 24s556

7) Danilo Petrucci (ITA/Octo Pramac), a 24s959

8) Jonas Folger (ALE/Yamaha Tech 3), a 27s721

9) Aleix Espargaró (ESP/Aprilia), a 31s233

10) Valentino Rssi (ITA/Yamaha), a 38s682

11) Scott Redding (GBR/Octo Pramac), a 40s979

12) Hector Barbera (ESP/Avintia), a 43s199

13) Loris Baz (FRA/Avintia), a 43s211

14) Bradley Smith (GBR/KTM), a 47s964

15) Karel Abraham (RCH/Aspar), a 51s279

16) Sam Lowes (GBR/Aprilia), a 1min08s885

17) Takuya Tsuda (JAP/Suzuki), a 1min27s450

Mais conteúdo sobre:
Velocidade Motociclismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.