Reprodução
Reprodução

Equipe da Indy põe canadense na vaga de Pietro em etapa de Indianápolis

Brasileiro não poderá correr 500 milhas de Indianápolis, como estava previsto

Estadão Conteúdo

10 Maio 2018 | 12h26

A Dale Coyne anunciou nesta quinta-feira que Zachary Claman De Melo vai substituir o lesionado Pietro Fittipaldi na etapa de Indianápolis da Fórmula Indy, a quinta da temporada 2018, que será realizada no próximo sábado em um circuito misto.

+ Haas diz que negociava teste com Pietro Fittipaldi na F-1 antes de acidente grave

+ Sem danos por terremoto, circuito mexicano ganha aval para receber a F-1

Pietro fez a sua estreia na Indy no início de abril, quando participou da prova de Phoenix, em que abandonou após apenas 40 voltas. Ele estava previsto para participar da etapa de Indianápolis e também das 500 Milhas Indianápolis, além de outras quatro provas do campeonato da Dale Coyne, mas agora está afastado das pistas em função do grave acidente sofrido na última sexta-feira.

Durante os treinos das 6 Horas de Spa-Francorchamps, prova válida pelo Mundial de Endurance, na tradicional pista belga, Pietro acertou a proteção de pneus em alta velocidade quando perdeu o controle do seu carro, da equipe DragonSpeed, na curva Eau Rouge, uma das mais famosas da Fórmula 1, onde os carros superam os 300 km/h. Por causa do forte impacto, ele sofreu fraturas nas duas pernas e precisou ser submetido a duas cirurgias no mesmo dia. A expectativa dos médicos é a de que ele possa voltar a pilotar dentro de dois meses.

Claman De Melo já havia participado de outras três provas da temporada 2018 da Indy e agora está oficializado como um dos pilotos da Dale Coyne na etapa de Indianápolis. Mas a equipe preferiu ainda não apontar o substituto de Pietro nas 500 Milhas de Indianápolis, marcada para 27 de maio.

As outras quatro etapas da Indy em que Pietro tinha acordo para correr pela Dale Coyne eram as corridas do Texas (9 de junho), de Mid-Ohio (29 de julho), de Portland (2 de setembro) e de Sonoma (16 de setembro).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.