Escuderia RedBull faz homenagem às vítimas do vôo 3054

Pilotos Mark Webber e David Coulthard usam a bandeira do Brasil no capacete sobre fundo preto, na F-1

23 Julho 2007 | 15h36

A tragédia com o vôo JJ3054, da TAM, que caiu em São Paulo na semana passada e causou a morte de mais de 200 pessoas, foi lembrada com respeito pela escuderia RedBull, na Fórmula 1. Seus dois pilotos, o australiano Mark Webber e o escocês David Coulthard, colocaram em seus capacetes a bandeira do Brasil sobre um fundo preto, num sinal de luto, pelo acidente. Além deles, os pilotos brasileiros Felipe Massa e Rubens Barrichello utilizaram uma faixa preta no braço na corrida deste final de semana, o Grande Prêmio da Europa, em Nurburgring, na Alemanha. Na corrida deste fim de semana, porém, a equipe comemorou o fato de Webber ter chegado em terceiro lugar e subido ao pódio.  Além dos pontos somados por David Coulthard, que, apesar de largar em 20.º, foi quinto. "Nosso time merece depois de tanto esforço", disse Webber. A Red Bull, famosa por seu trabalho de marketing, foi uma das organizações que mais nvestiu ano passado e este, como na contratação do  projetista Adrian Newey. Aproximou-se da Williams na luta pelo quinto lugar entre os construtores, 18 a 16.

Mais conteúdo sobre:
Mark Webber Fórmula 1 vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.