F-1 se mobiliza para ajudar a Arrows

Se depender das demais equipes de Fórmula 1, a Arrows sobreviverá. O time já não disputou o GP da Hungria, domingo, e seu principal proprietário, o escocês Tom Walkinshaw, anunciou que pode não participar também do GP da Bélgica, dia 1.º. Há uma mobilização na Fórmula 1 para que a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) não cobre da Arrows a pesada multa, estimada em US$ 1 milhão, por não correr uma prova. "Cabe à FIA e a nós decidir se haverá ou não punição. Acho que as equipes apoiarão a Arrows", afirmou hoje Ron Dennis, sócio e diretor da McLaren. As possibilidades de outro escocês, Craig Pollock, assumir a Arrows, como representante de um grupo norte-americano disposto a investir na Fórmula 1, cresceram com a boa vontade demonstrada pelas demais escuderias. Além da multa, a Arrows perderia também, em 2003, o direito do bonus no transporte aéreo nas etapas fora da Europa, o que corresponde a uma despesa próxima dos US$ 2 milhões. Com isso, as chances de o brasileiro Enrique Bernoldi, piloto da equipe, correr em Spa-Francorchamps aumentaram. As negociações em curso entre Walkinshaw e Pollock entram agora na fase decisiva. Na Austrália, a contratação de Mark Webber pela Jaguar é dada como certa. O anúncio oficial poderá ser feito no GP da Bélgica. Webber, hoje na Minardi, deve correr pelo time da Ford nas próximas três temporadas. Niki Lauda, no entanto, diretor geral da Jaguar, tem um problema mais urgente para resolver: contratar un novo diretor-técnico. E os nomes comentados no meio para a vaga sugerem que a equipe pode continuar sendo uma das mais fracas do Mundial, John Barnard e Malcolm Oastler, cujos últimos projetos foram desastrosos. O substituto de Webber na Minardi, caso o negócio saia mesmo, pode ser um piloto russo. A Minardi assinou com a gigante russa do ramo de gás Gazprom um importante acordo de patrocínio de três anos. Sergey Zloblin, de 32 anos, fará 900 quilômetros de testes com o atual carro da Minardi em outubro. Se demonstrar um mínimo de capacidade, ficará com a vaga.

Agencia Estado,

21 Agosto 2002 | 18h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.