F2002: Ferrari treina reabastecimento

Os mecânicos da Ferrari treinaram nesta sexta-feira, bem mais que o normal, simulações de reabastecimento com o novo carro da equipe - o F2002 -, destinado a Michael Schumacher. Não havia combustível no equipamento. O que eles buscavam era apenas adaptar-se melhor ao posicionamento do bocal, um pouco distinto do existente no modelo F2001B, usado por Rubens Barrichello. Nigel Stepney é o responsável por reabastecer o carro de Schumacher nos pit stops. A operação é mais complexa do que as imagens sugerem. "Quanto mais horizontal for o bocal, maior a dificuldade de tudo dar certo", diziam os mecânicos da Ferrari um ano atrás, na época do lançamento do F2001. Do modelo 2000 para o 2001, o bocal passou quase que de uma parede vertical do carro, pouco abaixo da tomada de ar, para posição quase horizontal, sobre a lateral do monoposto. Do F2001 para o F2002, a mudança foi bem menor, mas suficiente para exigir treinamento específico. Vale recordar que os pit stops tornaram-se determinantes no resultado final das corridas. Um ou dois segundos a mais ou a menos na operação podem significar a vitória na prova e até no campeonato.

Agencia Estado,

29 Março 2002 | 20h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.