Diego Azubel/EFE
Diego Azubel/EFE

Ferrari garante que Vettel poderá manter caixa de câmbio no Japão

Preocupação da escuderia italiana era com a preservação da peça, que continua intacta

Estadão Conteúdo

04 Outubro 2017 | 18h20

Sebastian Vettel fez uma grande corrida de recuperação no GP da Malásia de Fórmula 1, no domingo passado. Largou em último e chegou em quarto lugar. A boa performance, contudo, quase foi ofuscada por uma batida boba no canadense Lance Stroll, da Williams, depois da bandeirada. O incidente causou visíveis danos ao seu carro, mas não afetou a caixa de câmbio, maior preocupação da equipe.

+ Mais confiante na McLaren, Alonso mostra otimismo para corrida no Japão

O bom estado da caixa foi confirmado pela Ferrari nesta quarta-feira, após avaliação técnica. O câmbio era a maior preocupação porque uma troca neste momento da temporada poderia render uma punição ao alemão no GP do Japão, no domingo. Pelas regras da F-1, cada caixa deve durar ao menos cinco corridas.

Se tivesse que trocar o componente agora, Vettel infringiria esta regra, o que lhe renderia a perda de cinco posições no grid de largada do Japão, no domingo. Seria mais uma derrota para a Ferrari nestas últimas semanas, em que a equipe sofreu com batidas incomuns, erros e falhas no seu motor.

As seguidas falhas fizeram Vettel perder a liderança do campeonato para o inglês Lewis Hamilton. Aproveitando os vacilos da equipe rival, o piloto da Mercedes não só subiu para a primeira colocação do Mundial como abriu 34 pontos de vantagem sobre o alemão.

Mais conteúdo sobre:
Ferrari Escuderia Sebastian Vettel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.