Ferrari não definiu carro para dia 31

A Ferrari deve definir entre amanhã e sábado se embarca o seu novo carro, F2002, ou o usado ano passado e nas duas primeiras etapas deste ano, F2001, para a disputa do GP do Brasil. Michael Schumacher e Rubens Barrichello realizam amanhã, no Circuito da Catalunha, o último dos quatro dias de testes com o F2002. Apesar dos desmentidos da equipe, a vantagem imposta pelo conjunto da Williams na prova de Sepang, domingo, pode apressar a estréia do novo modelo. Hoje Schumacher completou 70 voltas na pista catalã de 4.730 metros, distância equivalente a pouco mais de um GP, disputado em 65 voltas nesse traçado. Na melhor registrou 1min18s406, sob temperatura que variou de 13 a 25 graus. O alemão largou na pole do GP da Espanha, ano passado, com a marca de 1min18s201. Mas com muita probabilidade sua Ferrari tinha, hoje, cerca de 50 quilos a mais de gasolina no tanque que na sessão que definiu o grid da prova em 2001. Rubens Barrichello ficou, hoje, com o segundo tempo do dia, 1min18s840 (57). Com o F2001, Luca Badoer testou pneus par a Bridgestone e fez 1min19s561 (98), sexto tempo. O vencedor do GP da Malásia, Ralf Schumacher, preocupou-se igualmente mais testar os pneus Michelin e acabou em 10.º, com 1min20s651 (81). Felipe Massa desembarca amanhã em São Paulo, procedente de Barcelona, e será o primeiro piloto que irá disputar o GP do Brasil a chegar ao País. Hoje ele testou pneus Bridgestone para a Sauber, no Circuito da Catalunha, e marcou 1min20s743 (78), 11.º tempo.

Agencia Estado,

21 Março 2002 | 19h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.