1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Hamilton reage e supera Rosberg em 2º treino livre

Estadão Conteúdo

22 Agosto 2014 | 11h 33

Piloto britânico faz melhor tempo do dia em Spa-Francorchamps, 0s6 à frente de seu companheiro de equipe, Nico Rosberg

Lewis Hamilton deu o troco em Nico Rosberg no segundo treino livre do GP da Bélgica, que será disputado neste domingo. Em mais um embate entre os pilotos da Mercedes, o inglês superou o alemão por 0s6 e cravou o melhor tempo do dia no Circuito de Spa-Francorchamps, nesta sexta-feira.

Hamilton marcou 1min49s189, mais de dois segundos abaixo do 1min51s577 marcado por Rosberg no início do dia. O alemão registrou o tempo de 1min49s793 na segunda sessão. E, como aconteceu na primeira, o espanhol Fernando Alonso ficou com o terceiro tempo, com 1min49s930.

Felipe Massa surpreendeu ao exibir grande evolução no intervalo entre os dois treinos. Após ficar em 15º no início do dia, o brasileiro cravou o quarto melhor tempo do dia, ficando atrás somente dos carros da Mercedes e de Alonso. Ele deixou para trás o companheiro de Williams, Valtteri Bottas, que o tinha superado na sessão inicial.

Massa marcou o tempo de 1min50s327, contra 1min50s677 de Bottas, sexto melhor piloto do segundo treino. O Top 10 teve ainda o inglês Jenson Button, em quinto, o russo Daniil Kvyat, em sétimo, o australiano Daniel Ricciardo, em oitavo, o dinamarquês Kevin Magnussen, em nono, e o alemão Nico Hulkenberg, em décimo.

Com estes resultados, a Williams mostrou que segue sendo a equipe com desempenho mais próximo da Mercedes antes do reinício do campeonato, após o recesso de verão na Europa. A Red Bull, única a desbancar a favorita no pódio neste ano, teve fraco rendimento nesta sexta, com Ricciardo e Sebastian Vettel.

O australiano chegou a ficar no Top 10 nas duas sessões. Já Vettel teve desempenho discreto no primeiro treino do dia e nem chegou a entrar na pista na atividade seguinte. Por causa de um problema elétrico no motor de sua Red Bull, não registrou voltas.

O estreante Andre Lotterer, da Alemanha, melhorou em três segundos o seu desempenho, mas seguiu no pelotão traseiro. Foi o 20º colocado com sua Caterham. Já Max Chilton retomou seu posto na Marussia após ser substituído pelo norte-americano Alexander Rossi.

Na quinta, a equipe anunciou que o estreante substituiria Chilton em todo o fim de semana. Mas, nesta sexta, voltou atrás e escalou o britânico para reassumir seu posto a partir do segundo treino livre - Rossi pilotou na sessão de abertura do fim de semana.

A segunda sessão de treinos em Spa contou com dois incidentes. Logo no início, Pastor Maldonado paralisou as ações ao acertar sua Lotus no muro de proteção. Ele acabou deixando o treino mais cedo, com apenas duas voltas completadas, e sem registrar tempo. Mais tarde, o mexicano Esteban Gutierrez parou na pista com problemas no câmbio de sua Sauber.