IRL: brasileiros confiantes em Fontana

A velocidade final no superspeedway de Fontana pode chegar a 225 milhas por hora (362,025 km/h), a partir desta sexta-feira, nos treinos para a Yamaha Indy 400, terceira etapa do campeonato da Indy Racing League. Mas a direção da IRL não quer velocidades superiores a 226 milhas, deixando esse limite apenas para o autódromo de Indianápolis. Por isso, os carros serão obrigados a colocar a asa traseira no ângulo de 8 graus, aumentando a pressão aerodinâmica e impedindo médias mais altas. Os quatro pilotos brasileiros que disputam a temporada da IRL têm motivos para se sentirem confiantes para a corrida. A dupla da Penske, Hélio Castro Neves e Gil de Ferran, realizou diversos testes no circuito que é de propriedade do dono da equipe, Roger Penske. Airton Daré sabe que o Dallara/Chevy da equipe A. J. Foyt está mais adaptado aos ovais longos. E Felipe Giaffone acompanhou nesta quinta-feira a montagem do carro da Mo Nunn, no circuito, e constatou que os engenheiros já possuem a melhor regulagem para o traçado. A previsão de Airton Daré é que a equipe fará, pelo menos, 5 pit stops durante as 400 milhas (643,6 quilômetros). "Minha preocupação é com os pneus. Terei 8 jogos para o final de semana e é importante economizá-los. Por isso a corrida deverá ser calma na primeira metade", explica. Daré diz ainda que se um piloto conseguir reduzir pelo menos um pit stop levará boa vantagem no final da prova. O consumo previsto de metanol, segundo Felipe Giaffone, é de cerca de 800 galões (cerca de 3024 litros) para as 400 milhas. "A questão do cálculo correto do consumo em uma prova longa é fundamental por causa do risco de uma pane seca", afirma o brasileiro da Mo Nunn. Em um circuito longo como o de Fontana, com duas milhas, os pilotos utilizam, em geral, as três primeiras marchas apenas para a largada. "A quarta vale como uma sexta mais curta; a quinta quando você está sozinho na pista, sem ser ameaçado e a sexta quando pega vácuo", resume Airton Daré. Os treinos, nesta sexta-feira, serão disputados entre 16 e 18 horas (horário de Brasília). No sábado, a tomada oficial de tempos começa às 16 horas. No domingo, a largada da prova está prevista para 17h30 (Brasília), com 200 voltas.

Agencia Estado,

21 Março 2002 | 20h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.