1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Kobayashi não vê mudanças após venda da Caterham

AE - Agência Estado

03 Julho 2014 | 18h 52

Escuderia agora pertence a investidores da Suíça e do Oriente Médio; donos querem o 10º no Mundial de construtores

Depois da venda da Caterham para investidores da Suíça e do Oriente Médio, anunciada no dia anterior, o piloto japonês Kamui Kobayashi afirmou nesta quinta-feira que tudo continua do mesmo jeito na equipe da Fórmula, que disputa neste fim de semana o GP da Inglaterra, em Silverstone.

Kobayashi voltou à categoria neste ano pela Caterham, após não ter conseguido uma equipe para correr em 2013. Para o japonês, pouca coisa muda com a troca de comando na escuderia. "Para mim, tudo continua normal. Estou aqui para pilotar e é isto que farei da melhor forma possível", afirmou.

Mesmo sem ter pontuado em nenhuma das oito provas da temporada, assim como seu companheiro de equipe, o sueco Marcus Ericsson, Kobayashi se mostra confiante para atingir a meta dos novos donos, que querem a Caterham em 10º lugar no Mundial de Construtores deste ano - são 11 participantes no campeonato.

"Os proprietários querem o décimo lugar. Sabemos o que deve ser feito com o carro para que alcancemos este resultado, e só faremos o julgamento do que alcançamos no final da temporada" disse o japonês.

Mesmo com os resultados ruins até agora e com a mudança no comando de sua equipe, Kobayashi diz não pensar em outra alternativa que não seja correr na Fórmula 1 em 2015. "Para mim está claro, meu plano é estar aqui ano que vem. Não há um único momento de dúvida na minha mente", garantiu.