1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Lewis Hamilton domina e vence GP da China; Felipe Massa é o 15º

Agência Estado

20 Abril 2014 | 07h 45

Com os melhores carros, Mercedes continua imbatível e dispara na liderança entre as equipes

XANGAI - Sem dar chances para os rivais, o inglês Lewis Hamilton dominou o GP da China e faturou com tranquilidade sua terceira vitória consecutiva na temporada 2014 da Fórmula 1. O piloto da Mercedes venceu de ponta a ponta, após largar na pole position, e nem chegou a ser pressionado pelo companheiro Nico Rosberg, que chegou em segundo.

Fernando Alonso, que quase acabou com a corrida de Felipe Massa, foi o terceiro. O brasileiro terminou em 15º. Apesar do terceiro triunfo seguido, Hamilton segue na segunda colocação geral do campeonato. Com 75 pontos, ele ainda está atrás de Rosberg, com 79. O piloto da Alemanha despontou na liderança na primeira prova e vem mantendo a posição graças à regularidade nas etapas seguintes.

Na madrugada deste domingo, ele chegou em segundo lugar pela terceira vez consecutiva. A terceira posição geral pertence ao espanhol Fernando Alonso. Ele alcançou os 41 pontos ao desbancar no Circuito de Xangai os carros da Red Bull, que largaram na frente da Ferrari.

No duelo interno entre os carros da equipe austríaca, o alemão Sebastian Vettel, atual tetracampeão, é o quinto colocado do campeonato, com 33 pontos, contra 24 do companheiro Daniel Ricciardo, da Austrália. Motivado pelo bom rendimento no treino de sábado, Felipe Massa fez mais uma vez uma grande largada nesta madrugada. Ele largou em sexto e nas primeiras curvas já brigava pelo segundo lugar.

No entanto, acabou sofrendo um toque de Alonso e caiu para quinto. O espanhol ficou em terceiro, enquanto Vettel apareceu em segundo. Ricciardo era o quarto. Na ponta, Hamilton apenas disparava à frente dos demais. A Williams mostrava bom ritmo e a corrida parecia promissora para Massa. Até que o brasileiro sofrera novo revés. Desta vez, no pit stop.

Ao parar para trocar os pneus, na 12º volta, os mecânicos da equipe tiveram dificuldade para remover a roda traseira esquerda, possivelmente em razão do toque de Alonso, e deixaram Massa por muito tempo parado nos boxes. Ele acabou voltando em último lugar, mais de dez segundos atrás do penúltimo colocado. No pelotão traseiro, antes da metade da prova, Massa ainda conseguiu acumular algumas ultrapassagens, reduzindo a vantagem para os rivais.

Mas não pôde ir além do 15º posto, fora da zona de pontuação. Enquanto Massa sofria nas últimas posições, Hamilton ampliava sua vantagem na liderança. Depois de cair para 7º na largada, por conta de problemas na telemetria do carro, Rosberg começou a galgar posições até alcançar o segundo posto, sem ameaçar o companheiro de Mercedes.

Alonso, por sua vez, ganhou a terceira colocação ao passar Vettel na parada nos boxes. O alemão fez novo duelo interno com Ricciardo. Pela segunda vez seguida, o tetracampeão ouviu ordens da equipe para abrir passagem para o companheiro de equipe. Ele, no entanto, resistiu à ordem e, só depois da segunda investida do rival, cedeu a quarta posição.

BOTTAS

Companheiro de Massa na Williams, o finlandês Valtteri Bottas fez outra boa corrida. Não conseguiu se aproximar dos primeiros colocados na largada, após sofrer toque de Rosberg. Mas rendeu bem no decorrer da prova e terminou em 7º lugar, atrás ainda do alemão Nico Hülkenberg - Kimi Raikkonen, Sergio Perez e Daniil Kvyat completaram o Top 10.

Com este resultado, Bottas se manteve à frente do brasileiro no campeonato. Ele ocupa a sétima posição, enquanto Massa é o 11º, com o dobro de pontos: 24 a 12. A próxima etapa da Fórmula 1 será disputada somente daqui a três semanas. O GP da Espanha, a ser realizado no Circuito da Catalunha, em Barcelona, está marcado para o dia 11 de maio.

Confira a classificação final do GP da China:

1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), em 1h36min52s810

2º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 18s686

3º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 25s765

4º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 26s978

5º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), a 51s012

6º - Nico Hülkenberg (ALE/Force India), a 57s581

7º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), a 58s145

8º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 1min23s990

9º - Sergio Perez (MEX/Force India), a 1min26s489

10º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), a 1 volta

11º - Jenson Button (ING/McLaren), a 1 volta

12º - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), a 1 volta

13º - Kevin Magnussen (DIN/McLaren), a 1 volta

14º - Pastor Maldonado (VEN/Lotus), a 1 volta

15º - Felipe Massa (BRA/Williams), a 1 volta

16º - Esteban Gutierrez (MEX/Sauber), a 1 volta

17º - Kamui Kobayashi (JAP/Caterham), a 1 volta

18º - Jules Bianchi (FRA/Marussia), a 1 volta

19º - Max Chilton (ING/Marussia), a 2 voltas

20º - Marcus Ericsson (SUE/Caterham), a 2 voltas

Não completaram a prova:

Romain Grosjean (FRA/Lotus)

Adrian Sutil (ALE/Sauber)