Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Massa cobra maior eficiência da Williams nos pit stops

Velocidade

Massa cobra maior eficiência da Williams nos pit stops

Frustrado com desempenho nos boxes, piloto cobra correção de problema, mas vê equipe em crescente no campeonato

0

Estadão Conteúdo

27 Agosto 2014 | 11h41

Após o 13º lugar no GP da Bélgica de Fórmula 1, Felipe Massa seguirá lutando para finalmente conseguir engrenar na temporada como piloto da Williams. No último domingo, o brasileiro lamentou novos problemas amargados em uma corrida.

Uma falha em um dos pneus, cujo detritos ficaram presos ao assoalho do seu carro, atrapalharam o rendimento de seu monoposto. Para completar, o piloto ainda viu a sua equipe precisar de duas paradas nos boxes para remover os restos presos ao carro, fato que prejudicou ainda mais o seu desempenho.

O novo problema amargado por Massa, que anteriormente sofreu com uma série de acidentes em outras provas da temporada, motivou o brasileiro a cobrar maior eficiência da Williams nos pit stops. "Nós precisamos rever e melhorar esses procedimentos. Em muitas coisas (é preciso evoluir), não apenas nisso", afirmou, em declarações reproduzidas nesta quarta-feira pelo site da Autosport.

Massa apontou que até mesmo durante o treino de classificação para o GP da Bélgica a Williams não conseguiu realizar um "trabalho perfeito", embora tenha admitido que a "equipe está crescendo" na categoria. Ao mesmo tempo, ele alertou: "Espero que isso (o problema nos pit stops) seja algo que não aconteça mais".

E a frustração de Massa aconteceu em mais uma corrida na qual o finlandês Valtteri Bottas voltou a brilhar. O seu companheiro de Williams conquistou o terceiro lugar do GP da Bélgica e agora figura na quinta posição do Mundial, com 110 pontos, enquanto o brasileiro tem apenas 40 e é o nono colocado na classificação geral.

A próxima etapa do Mundial de F1 está marcada para o dia 7 de setembro, quando ocorrerá o GP da Itália, em Monza, onde o brasileiro espera poder acabar com a "maré de azar" e ao mesmo tempo provar que pode, de fato, conquistar resultados expressivos pela Williams nesta segunda metade da temporada.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.