Andrej Isakovic/AFP
Andrej Isakovic/AFP

McLaren anuncia que Alonso continuará na equipe em 2018

Permanência do espanhol foi colocada em dúvida por causa da falta de competitividade da escuderia inglesa

Estadão Conteúdo

19 Outubro 2017 | 14h22

O espanhol Fernando Alonso vai permanecer na McLaren na temporada 2018 da Fórmula 1. Nesta quinta-feira, a equipe britânica anunciou, através de um vídeo divulgado nas redes sociais, que o dono de dois títulos continuará pilotando por ela. "Nos vemos no próximo ano", afirmou o espanhol na publicação.

+ Guia da Fórmula 1 2017​

+ De olho em vaga de Massa, Kubica volta a fazer testes pela Williams

A permanência de Alonso na McLaren foi colocada em dúvida durante boa parte do atual campeonato por causa da falta de competitividade da equipe, especialmente em função dos problemas com os motores da Honda. Mas o rompimento entre a McLaren e a empresa japonesa abriu caminho para a permanência do espanhol.

Isso ficou fortalecido com um novo acordo firmado pela McLaren para fornecimento de motores com a Renault. Afinal, Alonso correu entre 2003 e 2006 e também em 2008 e 2009 pela equipe da fábrica francesa, sendo campeão mundial em 2005 e 2006.

"É fantástico poder continuar meu relacionamento com todos na McLaren. Foi sempre onde meu coração estava me dizendo para ficar, e eu realmente me sinto em casa aqui. Esta é uma equipe fantástica, cheia de pessoas incríveis, com um calor e amizade que nunca experimentei em outros lugares na Fórmula 1. Estou incrivelmente feliz por estar correndo aqui", disse Alonso, em comunicado divulgado pela McLaren.

 

O piloto espanhol teve uma passagem rápida e turbulenta pela equipe britânica em 2007. Em 2015, voltou para a McLaren, depois de correr entre 2010 e 2014 pela Ferrari, sendo competitivo e vice-campeão mundial três vezes. Na McLaren, porém, se afastou da briga pelas vitórias.

Em 2018, Alonso seguirá tendo o belga Stoffel Vandoorne como companheiro de equipe. E, otimista, acredita que terá condições de voltar a lutar pelas primeiras posições na Fórmula 1 com as mudanças que a McLaren está passando, o que inclui o novo acordo com a Renault.

"A McLaren possui os recursos técnicos e a força financeira para poder conquistar vitórias e campeonatos mundiais na F1. Embora os últimos anos não tenham sido fáceis, nunca esquecemos como se faz para ganhar, e acredito que podemos conseguir isso novamente em breve", comentou.

O diretor esportivo da McLaren, Eric Boullier, festejou a permanência de Alonso na equipe britânica. "Com Fernando, você realmente não pode pedir um piloto melhor para entregar um resultado para você em um domingo à tarde, e acho que todos na Fórmula 1 reconhecem esse sentimento", disse, prometendo que Alonso voltará a ser protagonista em 2018.

"O anúncio de hoje mostra que ele está totalmente empenhado em competir e ganhar como piloto da McLaren e, embora muitas vezes compartilhamos suas frustrações nos últimos anos, agora sentimos que podemos cumprir nossa promessa de lhe dar um carro competitivo no próximo campeonato", acrescentou.

Com o futuro definido para 2018, Alonso vai participar no próximo fim de semana do GP dos Estados Unidos. O espanhol tem apenas dez pontos somados e ocupa a 16ª posição no Mundial de Pilotos.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Mclaren Fernando Alonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.