Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » McLaren festeja desempenho em testes após fim de semana ruim no Bahrein

Velocidade

Hamad I. Mohammed/Reuters

McLaren festeja desempenho em testes após fim de semana ruim no Bahrein

Equipe conseguiu um quarto lugar no teste da quarta-feira com o belga Stoffel Vandoorne

0

Estadão Conteudo

20 Abril 2017 | 19h18

Depois de um fim de semana repleto de problemas com a potência do motor e um início de semana de testes igualmente ruim no Bahrein, o chefe de equipe da McLaren, Eric Boullier, disse nesta quinta-feira que deixa o país com "mais motivação para continuar em frente". A declaração foi feita devido ao sucesso do último dia de testes da Fórmula 1, na pista do circuito de Sakhir, na quarta.

"Conseguimos um teste adequado e realmente aproveitamos as melhores oportunidades no caminho certo", destacou o chefe da equipe inglesa. Boullier enfatizou que os técnicos da Honda (fornecedora dos motores da McLaren) estão trabalhando para descobrir as causas do fracasso na corrida do último fim de semana - o espanhol Fernando Alonso e o belga Stoffel Vandoorne não completaram a prova.

"É complicado entender os problemas que tivemos nos últimos dias, já que hoje conseguimos correr sem problemas. Mas a Honda está trabalhando duro para entender onde estão as fraquezas. Fomos capazes de correr com mais agressividade no acerto do carro hoje, reunimos muitas informações e testamos muitas soluções. Então, em termos de dados e resultados, tivemos um dia muito positivo de testes", explicou.

A Honda explicou que a melhor exibição final do dia foi o resultado de "esforços concentrados" para analisar rapidamente os problemas do carro com o sistema de recuperação de energia no Bahrein.

"Baseados nas análises, implementamos medidas provisórias contra a questão em nossa unidade de energia e pensamos que conseguimos confirmar a direção de nossa solução com a corrida de hoje", explicou Satoshi Nakamura, funcionário da Honda.

Apesar de obter melhor desempenho nesta quarta, McLaren e Honda esperam "outra corrida dura" na próxima etapa do Mundial de F-1, na Rússia, mas insistem que continuarão lutando para seguir em frente.

"Veio em boa esta boa quantidade de voltas que conseguimos fazer no último dia de testes", acrescentou Eric Boullier. "Agora, nós vamos voltar para a fábrica com ainda mais motivação para continuar avançando. É uma rápida reviravolta para analisar os números e nos preparar para Sochi, que com certeza será mais um fim de semana difícil para nós. Mas, como sempre, estamos prontos para o desafio", finalizou o dirigente da McLaren, fazendo referência ao autódromo do GP russo.

No segundo dia de testes no Circuito de Sakhir, na quarta, Vandoorne, da McLaren, fez o quarto melhor tempo (1min32s108). Valtteri Bottas, da Mercedes, fez o melhor (1m31s353). Sebastian Vettel, da Ferrari, ficou em segundo (1min31s574) e Carlos Sainz, da Toro Rosso, foi o terceiro (1min31s884).

O GP da Rússia, no Circuito de Sochi, será realizado no próximo dia 28 de abril, às 9 horas da manhã (horário de Brasília).

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.