Mark Dadswell/Reuters
Mark Dadswell/Reuters

Nasr admite esforço para se concentrar depois de impasse

Brasileiro correu risco de ficar de fora da primeira corrida do ano

Estadão Conteúdo

14 Março 2015 | 11h21

Felipe Nasr admitiu neste sábado que o impasse judicial entre Sauber e o piloto holandês Giedo van der Garde quase atrapalhou seu rendimento no treino que definiu o grid do GP da Austrália. O brasileiro fará sua estreia na Fórmula 1 neste domingo, no Circuito de Albert Park, em Melbourne.

"Tive que fazer um exercício mental enorme para manter tudo em ordem e estar em condições de disputar a classificação. Simplesmente não sabíamos o que estava acontecendo", declarou Nasr, que correu o risco de perder sua vaga na Sauber neste fim de semana.

O brasileiro e o sueco Marcus Ericsson quase perderam o espaço na equipe por causa da ação que Van der Garde moveu contra a Sauber, alegando contrato que garantia sua vaga de titular no time para a temporada 2015.

O piloto holandês obteve decisão favorável na Justiça australiana que impediu a Sauber de ir para a pista no primeiro treino livre, na sexta-feira. Ele chegou a vestir o macacão da Sauber para participar das atividades na pista, causando constrangimento entre mecânicos e dirigentes do time.

Nasr e Ericsson só puderam entrar no traçado na segunda sessão livre. "Ficar de fora do primeiro treino livre afetou a performance do carro de certa forma. Ainda tenho menos tempo [que os demais] na pista de Melbourne", disse Nasr.

Apesar da situação desconfortável no time, o brasileiro teve bom desempenho na classificação. Obteve o 11º tempo e esteve perto de avançar ao Q3 para brigar pela pole position.

"Eu tentei manter a mesma concentração de sempre e pilotar o carro. Não é a condição ideal para chegar ao meu primeiro GP, passando por tudo isso. Simplesmente não fazia sentido", afirmou, em tom crítico à postura de Van der Garde. "Apesar de tudo, estou satisfeito com o resultado e estou ansioso pela corrida", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.