1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Nico Rosberg fatura o GP da Austrália; Massa é atingido na largada

Agência Estado

16 Março 2014 | 07h 36

Brasileiro não teve sorte em sua estreia pela Williams e abandonou a prova depois de ser 'atropelado' por Kamui Kobayashi

MELBOURNE - A Mercedes confirmou o favoritismo na madrugada deste domingo e faturou a vitória na etapa de abertura da Fórmula 1. Mas o protagonista da corrida disputada em Melbourne, na Austrália, não foi o pole position Lewis Hamilton. O inglês foi superado logo na largada pelo companheiro Nico Rosberg, que não perdeu a posição até a bandeirada. O local Daniel Ricciardo colocou a Red Bull na segunda posição, mas foi desclassificado horas depois. O estreante Kevin Magnussen, da McLaren, herdou o segundo lugar, seguido pelo seu companheiro de equipe Jenson Button.

Felipe Massa teve sua estreia na Williams frustrada pelo japonês Kamui Kobayashi. Em seu retorno à F1, o piloto da Caterham acertou o carro do brasileiro em cheio logo após a saída e acabou com sua primeira corrida na nova equipe. Irritado, Massa cobrou punição ao japonês após deixar o carro.

Fora da briga, o brasileiro viu o companheiro Valtteri Bottas se destacar nesta primeira prova da temporada. Tirando bom proveito do motor Mercedes, o finlandês acumulou boas ultrapassagens e nem mesmo um toque na Ferrari de Fernando Alonso tirou seu ânimo. Após parar nos boxes para trocar um pneu furado, fez corrida de recuperação e terminou em quinto colocado, dando os primeiros pontos à Williams em 2014.

Bottas teve bom destaque na corrida graças ao bom desempenho do carro da equipe britânica e também em razão da ausência de alguns dos favoritos. Como era esperado, muitos carros não conseguiram completar a prova, em razão de problemas já verificados nos testes da pré-temporada. Hamilton abandonou na quarta volta, enquanto o atual tetracampeão Sebastian Vettel deixou a disputa no terceiro giro.

Se Vettel não conseguiu terminar, seu companheiro de equipe Daniel Ricciardo foi até o final da prova e terminou com a segunda colocação. Porém, algumas horas depois, foi punido por ter "excedido consistentemente" o limite de fluxo de combustível durante a corrida, uma das novidades da Fórmula 1 neste ano e acabou sendo desclassificado.

Sorte da McLaren, que após um péssimo 2013, começou a temporada com o "pé direito". A equipe teve o estreante Magnussen, da Dinamarca, ficando com a segunda posição. O inglês Jenson Button terminou a prova na sequência e já coloca a equipe na liderança do Mundial de Construtores.

Mais discreta, a Ferrari pouco brilhou neste domingo e obteve o quarto lugar, com Alonso, e o sétimo, com o finlandês Kimi Raikkonen. A festa acabou sendo mesmo dos jovens Rosberg e do estreante Magnussen. Entre os outros que também estrearam na categoria, o russo Danill Kvyat terminou em 10.º, mas ficou com a 9.ª posição e o sueco Marcus Ericsson não completou a prova.

Na lista dos abandonos, a Lotus era a maior aposta, confirmada neste domingo. Romain Grosjean largou dos boxes, enquanto Pastor Maldonado saiu do último lugar. O piloto francês chegou a completar 43 voltas. O venezuelano fez 29. Mas ambos não chegaram ao fim da corrida.

A segunda etapa da temporada 2014 será disputada na Malásia, no circuito de Kuala Lumpur, no dia 30 de março.

Confira o resultado final do GP da Austrália:

1º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), em 1h32min58s710

2º - Kevin Magnussen (DIN/McLaren), a 26s777

3º - Jenson Button (ING/McLaren), a 30s027

4º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 35s284

5º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), a 47s639

6º - Nico Huelkenberg (ALE/Force India), a 50s718

7º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 57s675

8º - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), a 1min00s441

9º - Danill Kvyat (RUS/Toro Rosso), a 1min03s585

10º - Sergio Perez (MEX/Force India), a 1min25s916

11º - Adrian Sutil (ALE/Sauber), a 1 volta

12º - Esteban Gutierrez (MEX/Sauber), a 1 volta

13º - Max Chilton (ING/Marussia), a 2 voltas

Não completaram a prova:

Jules Bianchi (FRA/Marussia)

Romain Grosjean (FRA/Lotus)

Pastor Maldonado (VEN/Lotus)

Marcus Ericsson (SUE/Caterham)

Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

Lewis Hamilton (ING/Mercedes)

Felipe Massa (BRA/Williams)

Kamui Kobayashi (JAP/Caterham)

Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 24s525 (DESCLASSIFICADO)