Piloto "sem dinheiro" poderá chegar à F-1

Agora já é possível chegar e disputar ao menos uma temporada de Fórmula 1 sem investir dinheiro. Ao contrário, até receber para competir. O inglês David Flemming encontrou na Renault importante parceira para levar adiante o projeto Formula One Scholarship, anunciado nesta sexta-feira na Inglaterra. Em janeiro, fevereiro e março os inscritos no programa realizam três seletivas. O campeão disputará, sem despesas, o Campeonato Zip de Fórmula Ford, já em 2004. Se o piloto conquistar o título, recebe, grátis, a temporada na Fórmula Renault britânica em 2005, com salário. De novo vale o mesmo critério: caso consiga terminar em primeiro, desfruta das mesmas condições para correr na Fórmula Renault V-6 em 2006. O projeto prevê que se o piloto for campeão, seu prêmio será um teste com o modelo da Renault na Fórmula 1 e apoio empresarial para encontrar uma equipe a fim de disputar o Mundial de 2007. ?Se o piloto for bom mesmo, nunca mais pagará para correr até a F-1?, disse Kieran McCullough, um dos idealizadores do projeto. Em breve haverá mais detalhes para inscrições. União Européia e FIA - Tudo bem entre a FIA e a Formula One Management (FOM), detentora dos direitos da Fórmula 1. A Comissão Européia (CE), braço da União Européia (UE), investigou as relações comerciais entre as duas e as considerou ?legais?. Em 1999, a CE qualificou o negócio como ?monopólio entre as partes?, o que é considerado ilegal pela entidade. Com a venda dos direitos da F-1, pertencentes à FIA, para a FOM, em 2001, aberta a quem desejasse investir, a CE concluiu depois de dois anos que, desde então, não há mais ?irregularidades.? Williams - O time inglês anunciou, nesta sexta-feira, a renovação do contrato do espanhol Marc Gene como piloto de testes para 2004.

Agencia Estado,

31 Outubro 2003 | 18h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.