1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Rei do Rali Dacar, Stéphane Peterhansel conquista o 12º título

- Atualizado: 16 Janeiro 2016 | 18h 54

Francês ganha pela sexta vez entre os carros; tem seis nas motos 

A classificação na 13.ª e última etapa foi apenas a 13.ª colocação, mais isso pouco importou para o francês Stéphane Peterhansel. Neste sábado, o piloto da Peugeot se sagrou campeão do Rali Dacar, o mais tradicional do mundo, pela 12.ª vez na carreira. São seis títulos entre os carros, sempre com seu navegador compatriota Jean-Paul Cottret, e outros seis entre as motos.

Peterhansel fechou a edição de 2016 do rali, na cidade argentina de Rosário, com um tempo total de 45h22min10s, o que representou uma vantagem de 34min58s para os vice-campeões, o catariano Nasser Al Attiyah e o navegador francês Matthieu Baumel, que defendiam o título.

O piloto francês é conhecido como "Monsieur Dacar" (Senhor Dacar), já que é dono de 12 triunfos na competição, seis entre as motos (1991, 1992, 1993, 1995, 1997 e 1998) e seis nos carros (2004, 2005, 2007, 2012, 2013 e 2016).

Stéphane Peterhansel mostra o 12º troféu conquistado no Rali Dacar

Stéphane Peterhansel mostra o 12º troféu conquistado no Rali Dacar

"Esse apelido representa que tenho muita experiência e faz todo o sentido porque minha primeira vitória foi há exatamente 25 anos. Mas esta vitória também foi possível pelo grande trabalho da equipe Peugeot, que em sua segunda participação obteve a conquista do Dacar", comentou Peterhansel.

Rali Dacar 2016
Franck Fife/AFP
Toby Price

Australiano Toby Price comemora o primeiro título nas motos do Rali Dacar

Na etapa, uma especial de 180 quilômetros entre as cidades argentinas de Villa Carlos Paz e Rosário, o francês Sebastien Loeb e o navegador esloveno Daniel Elena, que lideraram a classificação geral até a metade da competição, ao menos fecharam a competição em grande estilo com a vitória marcando o tempo de 1h46min51s.

Entre os brasileiros, João Franciosi e Gustavo Gugelmim ficaram em 57.º lugar na soma dos tempos, duas posições à frente de Leandro Torres e Lourival Roldan. Já Guilherme Spinelli e Youssef Haddad abandonaram ainda na terceira etapa.

MOTOS

Como já era esperado pelo seu desempenho no rali, o australiano Toby Price confirmou seu nome entre os vencedores do Dacar. O piloto de 28 anos venceu neste sábado pela primeira vez a competição na categoria das motos, completando as etapas em um tempo total de 48h09min15s.

Neste sábado, o piloto da KTM concluiu a última etapa na quarta colocação, com 1h55min49 de prova. O vencedor foi o chileno Pablo Quintanilla, que completou o percurso em 1h51min08s. Em segundo lugar geral ficou o eslovaco Stefan Svitko, também da KTM, com 48h48min56s de tempo total completado. Quintanilla conquistou a terceira posição.

"Eu não sei o que dizer, não sei o que pensar. Estou em choque. Jamais imaginaria que conseguiria vencer essa corrida na minha segunda participação", afirmou Price. "Isso é incrível para a minha família, meus amigos e os meus fãs na Austrália. Vencer na minha segunda participação é incrível, mas ser o primeiro australiano a vencer o Dakar é simplesmente uma loucura. Jamais teria imaginado isso dois anos atrás", completou.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX