1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Rosberg prevê batalha com Lewis Hamilton até a última prova

Estadão Conteúdo

19 Agosto 2014 | 16h 54

Com quatro vitórias na temporada, alemão lidera o campeonato com 202 pontos. O companheiro tem cinco, mas não é tão consistente

Nas 11 primeiras etapas da temporada da Fórmula 1 - a categoria ficou parada por 1 mês, numa espécie de "férias" durante o verão europeu -, os dois pilotos da Mercedes travaram uma equilibrada batalha pela liderança do campeonato, dividindo as vitórias. Antes de encarar as oito corridas restantes, a começar pelo GP da Bélgica no domingo, o alemão Nico Rosberg disse acreditar que a disputa com seu companheiro de equipe, o inglês Lewis Hamilton, deve ir até a última prova do calendário.

Com quatro vitórias na temporada, Rosberg lidera o campeonato com 202 pontos. Hamilton, por sua vez, já ganhou cinco vezes, mas não tem sido tão consistente quanto o companheiro e aparece em segundo lugar, com 191 pontos. O australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, foi quem ganhou as outras duas etapas disputadas e ocupa a terceira colocação, com 131 pontos.

Reuters
Hamilton e Rosberg travam bela batalha pela liderança do Mundial de F-1

Diante desse cenário, a disputa pelo título parece estar restrita aos dois pilotos da Mercedes. Mas Rosberg prefere ter cautela. "Apesar do grande começo que tivemos, com vários bons resultados, s outras equipes não estão muito longe", avaliou o alemão. "Na Fórmula 1, você não pode desperdiçar nenhuma vantagem", completou o líder do campeonato.

Ao comentar especificamente sobre a disputa interna na Mercedes, Rosberg lembrou que não pode vacilar, sob o risco de ver Hamilton lhe tomar a liderança. "A batalha com Lewis tem sido apertada por toda a temporada, e pode continuar assim até a última corrida. Então, cada ponto é crucial", disse o alemão, já pensando no GP da Bélgica, cujos treinos começam nesta sexta-feira, no tradicional circuito de Spa-Francorchamps.