Rubinho: não perco tempo com Piquet

"Ah, bicho! O que vem debaixo não me atinge mais.?? Assim Rubens Barrichello reagiu hoje ao mais novo ataque que recebeu por parte de Nelson Piquet. Ontem, ao comentar as reclamações do piloto da Ferrari pelo fato de correr no Brasil com o F2001, a quem chama de vovô, enquanto Michael Schumacher compete com o F2002, o tricampeão foi duro: "Rubinho tem de parar de encher o saco. Ele sabe que é pior que Schumacher, não tem como competir??, disse o ex-campeão. Hoje, Barrichello foi curto e grosso na resposta a Piquet e achou melhor não perder tempo com alguém que vive implicando com ele. Estava mais interessado em analisar seu desempenho nos treinos livre, por sinal decepcionante. Ele ficou com o sétimo tempo do dia (1min15s933, a 0s858 do mais rápido, o escocês David Coulthard da McLaren. "O dia foi complicado. Já na primeira volta (da sessão matinal) furou o pneu. Aí pensei: ?Começei com o pezão direito??, brincou. "Aí, tive problemas com o controle de tração, rodei no Pinheirinho. Depois, voltei a ter problemas no Laranjinha e deixou o carro morrer. Lá se foi o treino (deu apenas três voltas pela manhã). E a tarde voltei a ter problemas de tração. Mas estava mais preocupado em acertar o carro para a corrida, não para a classificação??, completou Rubinho. O brasileiro não ficou muito satisfeito com o rendimento do "vovô, o F2001, está bom, e reconhece que o carro precisa melhorar. No treino oficial de amanhã, ele espera classificar-se pelo menos em quarto lugar. "Não sei em que condições a McLaren andou hoje, mas tenho de trabalhar para ficar entre os quatro.´? O favorito de Rubinho à pole? Michael Schumacher, claro. "O F2002 é um carrão. Pode ser que eu queime a língua. Mas ele já é muito bom e tem muito a evoluir.?? Este ano, o brasileiro tem demonstrado uma ansiedade bem menor do que nos GPs anteriores que disputou em Interlagos, apesar de, obviamente, querer um bom resultado. "Estou mais tranqüilo até, por que, por um lado, o fato de correr com o carro velho me deixa sob uma pressão menor.?? Ele esclareceu que o F2001 que está utilizando agora não é igual ao que teve em Interlagos no ano passado. "É mais parecido com o carro que Schumacher usou no Japão, no final de 2001, com evoluções tecnológicas do 2002. A diferença em relação ao que tive no Brasil em 2001 é o controle de tração e o carro está mais evoluído em termos aerodinâmicos. E igual ao que usei na Malásia??, explicou Rubinho.

Agencia Estado,

29 Março 2002 | 17h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.